Aceleração

Bright Pixel junta-se ao Founder Institute e lança prémio tecnológico

Celso Martinho (Bright Pixel) e Adeo Ressi (Founder Institute). Fotografia: DR
Celso Martinho (Bright Pixel) e Adeo Ressi (Founder Institute). Fotografia: DR

Parceria arranca no início de maio com um programa de aceleração de três meses, em horário pós-laboral, em Lisboa.

A Bright Pixel, o laboratório de startups do grupo Sonae, juntou-se aos norte-americanos do Founder Institute, um dos maiores programas de aceleração de ideias e lançamento de startups e com sede em Silicon Valley. A parceria arranca no início de maio com um programa de aceleração de três meses, em horário pós-laboral, que vai decorrer na sede da Bright Pixel, em Lisboa.

“Com esta parceria, pretendemos reforçar o posicionamento da Bright Pixel naquele que é o apoio à capacitação de talento empreendedor e criação de novas startups de grande potencial e com projeção internacional. Acreditamos que esta ligação com o Founder Institute vai permitir criar condições para que novas oportunidades de conexão entre novos empreendedores, negócios e o ecossistema internacional surjam”, destaca Celso Martinho, CEO da Bright Pixel, em nota enviada às redações esta quinta-feira.

“Lisboa é um mercado chave para o Founder Institute na Europa”, avalia Adeo Ressi, fundador do Founder Institute. “Vemos oportunidade para ajudar a desbloquear o talento empreendedor, de forma a criar empresas duradouras através do nosso programa em part-time.”

As candidaturas para este programa de aceleração estão abertas até 22 de abril, mas só serão gratuitas até 18 de março; depois disso, irão custar 50 dólares (40,9 euros). Há 25 vagas para esta iniciativa, que está aberta a qualquer pessoa, com ou sem experiência em negócios.

O programa pós-laboral irá decorrer ao longo de 14 sessões e vai cobrir todas as temáticas sobre como formar e fazer crescer o negócio. No final do programa, cada fazedor “o empreendedor terá que desenvolver uma ideia para uma empresa de tecnologia, planear o negócio, trabalhar numa oferta, constituir a empresa e completar todas as tarefas.

A Bright Pixel anunciou também um prémio de 5 mil euros para o melhor projeto tecnológico nas áreas de retalho, telecomunicações e cibersegurança. O laboratório vai ainda patrocinar bolsas para os melhores candidatos e “apoiar projetos dentro destes setores, através dos seus programas de incubação e dos seus veículos de investimento”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Bright Pixel junta-se ao Founder Institute e lança prémio tecnológico