By PT quer ser a montra do made in Portugal para o Mundo

Dos vinhos ao calçado, das bicicletas à joalheria, das pranchas se surf aos bikinis - tudo made in Portugal e com produção ética - encontram-se expostos e à venda no novo portal By PT, desenvolvido por três amigas do Norte. Paula Resende, engenheira mecânica, de 35 anos, Rosa Cantante, arquiteta de 36 anos (ambas do Porto) e Eliana Almeida, gestora de 39 anos (de Águeda), são as fundadoras daquela que quer ser a grande montra dos produtos de excelência portugueses para o Mundo.

"Há muitos anos que tinha esta ideia e queria lançar um projeto deste género, desde logo porque tinha a ideia de termos produtos portugueses fabulosos que nunca são tão conhecidos como merecem, enquanto outras marcas internacionais, com mais capacidade de afirmação, mas muitas vezes inferiores, dominam os mercados", explicou Paula Resende, ao Dinheiro Vivo.

A engenheira mecânica conhecia e era amiga da gestora Eliana Almeida "há muitos anos", depois conheceu Rosa porque as filhas frequentavam o mesmo infantário e, da amizade, surgiu a parceria de negócios. "Partilhamos o trabalho todo, que arrancou em força no final do verão passado, mas mantemos a nossa atividade profissional habitual, por isso tem de ser mesmo um trabalho de equipa", revela Paula Resende. Em conjunto também, investiram cerca de 10 mil euros e continuam a trabalhar na divulgação, seja online, através das redes sociais, blogs e sites relacionados com design, seja off-line, como na próxima edição do guia turístico "Lisboa Convida".

Em poucos meses, quase meia centena de marcas aderiu ao conceito. "Muitos dizem-nos que era isto que faltava: um meio de chegar «lá fora», de se darem a conhecer ao Mundo quando não têm capacidade de recursos humanos ou de meios financeiros para investir em promoção", revela Paula Resende. "E há tantos jovens criadores, autores de peças magníficas, que não são conhecidos porque não têm dinheiro, estão a começar...", acrescenta. A By PT acaba por ser uma "montra privilegiada, porque através de umas marcas o cliente conhece outras".

As empresas mencionadas no By PT têm, no entanto, de cumprir com requisitos de entrada: "Exigimos que tenham ética na produção (não podem utilizar trabalhadores a custo zero, não cumprir com as condições de trabalho ou usar produtos proibidos, por exemplo), têm de ser 100% portuguesas, desde o design ao fabrico, têm de ter qualidade e têm de ter design, uma história por detrás do produto".

Desde que o portal entrou em funcionamento, há dois meses, já vendeu para o Reino Unido, para a Holanda e, até, para Portugal. "Há marcas que só têm uma loja, em Lisboa, mas depois não conseguem chegar ao resto do país. Já estamos a tratar de ter o site também em português (arrancou apenas em inglês) e, depois, vamos apostar no francês e no alemão", adianta a empresária. O objetivo maior para 2015, revela, é "chegar ao fim do ano com vendas, claro, mas também com uma imagem credível e de confiança para, a partir daí, crescermos sempre".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de