capital de risco

Call for MVP: Portugal Ventures investe 1,5 milhões em três startups

Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques. (Leonel de Castro/Global Imagens)
Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques. (Leonel de Castro/Global Imagens)

A capital de risco pública anunciou o investimento em três startups. Uma das empresas é holandesa e vai transferir a sede para Portugal.

A Portugal Ventures, sociedade pública de capital de risco, realizou já os três primeiros investimentos no âmbito da Call for MVP – cuja primeira fase de candidaturas arrancou no verão e que se direciona para soluções que tenham características mínimas para entrar no mercado.

A Shiptimize, a Logical Safety e a Advertio receberam – cada uma – um financiamento de 500 mil euros. Estas operações foram realizadas em co-investimento com investidores nacionais e internacionais, de acordo com o comunicado.

A Shiptimize é originária da Holanda e, na sequência deste investimento por parte da capital de risco pública, vai transferir a sua sede para Portugal. Tem uma ferramenta que ambiciona ajudar as pequenas e médias firmas de “comércio eletrónico a encontrar as melhores soluções de logística para cada entrega, otimizando o tempo despendido nesta tarefa”. A integração do software de entregas [shipping] na plataforma de comércio eletrónico do retalhista permite “melhores condições comerciais e simplificação de processos de gestão e devoluções e o atendimento ao cliente”. Têm já 400 clientes ativos em Portugal, Espanha e Holanda e querem apostar ainda mais na internacionalização. Estão de olhos postos nos mercados emergentes, em especial no Brasil.

A Logical Safety tem uma tecnologia com um “conjunto de soluções IoT na área da saúde e segurança, permitindo às empresas reduzirem o risco das suas equipas nos locais onde operam”. A ferramenta criada pela empresa portuguesa “foi desenhada para que as grandes empresas e as PMEs das indústrias pesadas, como a indústria cimenteira, minas e ‘oil & gas’, passem a trabalhar de forma proactiva nos processos de segurança e de antecipação de risco, ao contrário do que atualmente se verifica, onde a reação ao risco se dá após este se ter concretizado”. Tem já em curso um projeto piloto numa companhia canadiana de produção de materiais e com esta ronda de investimento vai acrescentar funcionalidades novas à solução.

E, por fim, a Advertio é uma startup portuguesa que desenvolve campanhas personalizadas em três minutos para pequenos negócios em plataformas e motores de busca. “O algoritmo da Advertio permite maximizar o retorno do investimento publicitário digital ao integrar a difusão de publicidade em diferentes plataformas, tais como redes sociais, motores de pesquisa ou redes de blogs”, pode ler-se no comunicado enviado às redações pela capital de risco. Com este financiamento, a startup quer apostar na consolidação da presença no mercado nacional e internacionalizar.

Rita Marques, CEO da Portugal Ventures, considera, em comunicado, que esta Call for MVP é sinónimo que a sociedade de capital de risco “está ativa” no mercado. “Esta reaproximação levou-nos a analisar, só nesta 1ª edição, mais de 90 projetos, um resultado que nos deixa extremamente satisfeitos porque reflete o entusiasmo e a energia com que os empreendedores e parceiros de ignição responderam ao nosso desafio. Estamos com muita expectativa nos resultados da 2ª edição da Call for MVP, lançada no último trimestre de 2018, onde já estão a ser analisados projetos para investimento que promovem a valorização económica do tecido empresarial nacional. Estamos já a trabalhar no lançamento de novas Calls, com a preocupação de responder às principais falhas de mercado, procurando soluções inovadoras em áreas como a mobilidade, a economia circular, economia do mar e a eficiência energética.”

A sociedade pública de capital de risco deverá anunciar novos investimentos até ao final do primeiro trimestre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D), ladeada pelo secretário de Esatdo dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro (E), intervém durante a interpelação do Partido Comunista Português (PCP) ao Governo sobre a "Proteção, direitos e salários dos trabalhadores, no atual contexto económico e social", na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de junho de 2020. MÁRIO CRUZ/LUSA

Já abriu concurso para formação profissional de 600 mil com ou sem emprego

Call for MVP: Portugal Ventures investe 1,5 milhões em três startups