Aceleração

Carnegie Mellon Portugal procura startups para aceleração nos Estados Unidos

Programa de sete semanas destina-se a startups da área tecnológica e decorre num dos campus da universidade Carnegie Mellon

O Carnegie Mellon Portugal, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, está à procura de startups para a nova edição do programa de aceleração na área da tecnologia. As candidaturas para o inRes – Entrepreneurship in Residence – estão abertas até 4 de maio e podem ser feitas a partir desta página.

O programa de aceleração, com a duração de sete semanas, decorre no campus de Pittsburgh da universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos. Destina-se a “equipas que têm uma ideia de negócio de um produto ou serviço na área das TIC em Portugal, promovendo o seu desenvolvimento, não só em termos de evolução do negócio como da capacitação dos empreendedores”, segundo nota enviada às redações.

Além do formulário, as equipas devem apresentar os currículos e duas cartas pessoas ou empresas que apadrinhem o respetivo projeto.

Em 10 anos, já foram apoiadas 11 startups – entre as quais a Feedzai e a Veniam -, que já receberam um investimento total de mais de 67 milhões de dólares (62,3 milhões de euros).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Combustíveis

Petróleo sobe em flecha. “Não haverá impacto perturbador nas nossas algibeiras”

Outros conteúdos GMG
Carnegie Mellon Portugal procura startups para aceleração nos Estados Unidos