Aceleração

Carnegie Mellon Portugal procura startups para aceleração nos Estados Unidos

Programa de sete semanas destina-se a startups da área tecnológica e decorre num dos campus da universidade Carnegie Mellon

O Carnegie Mellon Portugal, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, está à procura de startups para a nova edição do programa de aceleração na área da tecnologia. As candidaturas para o inRes – Entrepreneurship in Residence – estão abertas até 4 de maio e podem ser feitas a partir desta página.

O programa de aceleração, com a duração de sete semanas, decorre no campus de Pittsburgh da universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos. Destina-se a “equipas que têm uma ideia de negócio de um produto ou serviço na área das TIC em Portugal, promovendo o seu desenvolvimento, não só em termos de evolução do negócio como da capacitação dos empreendedores”, segundo nota enviada às redações.

Além do formulário, as equipas devem apresentar os currículos e duas cartas pessoas ou empresas que apadrinhem o respetivo projeto.

Em 10 anos, já foram apoiadas 11 startups – entre as quais a Feedzai e a Veniam -, que já receberam um investimento total de mais de 67 milhões de dólares (62,3 milhões de euros).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Metro de Lisboa investe 114 milhões em novos comboios e sinalização

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas. (Fotografia: Global Imagens)

Governo confirma que está a estudar juntar aeroporto civil à base de Monte Real

Foto: D.R.

“Efeitos definitivos”. Isabel dos Santos sai da Efacec

Carnegie Mellon Portugal procura startups para aceleração nos Estados Unidos