fazedores

Casa do Impacto lança fundo de 500 mil euros para inovação social

A Casa do Impacto funciona no Convento de São Pedro de Alcântara FOTO: DR
A Casa do Impacto funciona no Convento de São Pedro de Alcântara FOTO: DR

Fundo +Plus conta com orçamento anual de 500 mil euros para apoiar ideias de negócio nas fases pré-seed e seed que respondam a desafios sociais.

A Casa do Impacto lançou um fundo anual de 500 mil euros para quem tem novas ideias para resolver desafios ambientais e sociais. O fundo filantrópico +Plus, que será dinamizado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, foi anunciado esta segunda-feira e serve para apoiar as ideias de negócio nestas áreas nas fases de pré-seed e seed.

“Queremos assumir o verdadeiro significado da “responsabilidade social” e, por acreditarmos nos projetos, queremos acompanhá-los de perto e traçar em conjunto o percurso do negócio numa lógica de corresponsabilização com os empreendedores, assumindo também o risco”, destaca Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, citada em nota de imprensa.

O investimento da Casa do Impacto nestes projetos será feito de duas formas, na vertente de teste e de early stage. Na vertente de teste, haverá um limite de investimento de 20 mil euros projetos: “as ideias ainda não iniciadas deverão contar com o início de implementação no prazo máximo de 1 ano, a contar da data da atribuição do financiamento. Na vertente de early stage, os projetos devem ter até 3 anos e o valor máximo de investimento por projeto é de 100 mil euros.

Gulbenkian: Fundo de inovação social tem 30 milhões para investir em 30 startups

Os projetos serão selecionados com base no perfil do(s) candidato(s), a inovação do projeto, a exequibilidade do modelo de negócio e os resultados e contributos previsto para a resolução do desafio social em causa (o impacto positivo na sociedade). Mais tarde, será ainda avaliado o empenho e envolvimento do(s) candidato(s) na entrevista e eventos, a capacidade de integração de feedback e o cumprimento de metas estabelecidas.

As candidaturas elegíveis e selecionadas recebem apoio durante três anos, ao que acresce um período de seis meses caso se verifique um eventual atraso na conclusão das operações e no cumprimento do plano de investimento. As tranches de financiamento serão pagas mediante os objetivos estabelecidos no contrato.

As candidaturas para este fundo da Casa do Impacto estarão abertas entre 20 de fevereiro e 30 de abril. Todos os candidatos terão acesso ao resultado da deliberação no prazo máximo de 90 dias, a partir dos quais contam-se 45 dias para a contratualização com os projetos selecionados. Podem concorrer pessoas ou empresas de qualquer parte do mundo, desde que o negócio seja implementado em território português.

O fundo Plus+ é mais uma iniciativa da Casa do Impacto para a área de inovação social. No início de janeiro, arrancou mais uma edição do Santa Casa Challenge, competição que procura soluções para a sustentabilidade ambiental.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Casa do Impacto lança fundo de 500 mil euros para inovação social