fazedores

Chaves ou Tondela? Quem ficar na I Liga tem manutenção grátis por um ano

Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR
Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR

Infraspeak retoma campanha "Luta pela Manutenção" e assegura uma oferta de um ano da plataforma de manutenção de edifícios.

Não é só a luta pela conquista da I Liga de futebol que está em causa na última jornada. Chaves e Tondela vão lutar pela permanência na última jornada do campeonato e apenas dependem de si próprios para ficarem na I Liga. Um dos dois emblemas poderá ainda garantir um ano de manutenção gratuita se ficar no 15.º lugar, o último que garante que permanência no principal campeonato de futebol português.

Isso será possível graças à plataforma de gestão de manutenção Infraspeak, que lançou, pela segunda vez, a Liga da Manutenção.

“Tal como na primeira edição da campanha, o nosso objetivo é ajudar à manutenção destes clubes, em dois sentidos — enquanto adeptos de futebol, dando um incentivo à permanência na Primeira Liga; enquanto profissionais do sector da manutenção, oferecendo ao clube vencedor uma solução para melhorar a gestão de manutenção e operações do seu estádio e restantes instalações”, refere Felipe Ávila da Costa, co-fundador e presidente executivo da Infraspeak, citado em nota de imprensa.

Na primeira edição, na época 2016/2017, o Tondela e o Moreirense foram os clubes que ficaram na I Liga e que poderiam ter beneficiado de um ano de software de manutenção grátis. Nenhuma das equipas acabou por utilizar o sistema.

O Tondela, se assegurar a permanência na I Liga, pode ter uma segunda oportunidade de experimentar o software da startup do Porto.

O Tondela vs Chaves está marcado para as 17h30 de domingo, dia 19 de maio.

A Infraspeak conta atualmente com escritórios em quatro países: Portugal, Espanha, Reino Unido e Brasil.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Chaves ou Tondela? Quem ficar na I Liga tem manutenção grátis por um ano