Tech

Correio através de um drone: CTT em testes com Connect Robotics

Connect Robotics está incubada no UPTEC. Fotografia: DR
Connect Robotics está incubada no UPTEC. Fotografia: DR

Percurso de três quilómetros foi feito em sete minutos e teve de ser feito a uma altitude de 30 metros, devido às restrições de tráfego aéreo

Os CTT – Correios de Portugal testaram a entrega de correio através de drones. Para isso, a empresa liderada por Francisco de Lacerda juntou-se à startup Connect Robotics e colocou um drone a fazer o percurso entre o centro de distribuições dos CTT, em Cabo Ruivo, e a sede da marca, no Parque das Nações.

O percurso de três quilómetros foi feito em sete minutos e teve de ser feito a uma altitude de 30 metros, devido às restrições de tráfego aéreo junto ao aeroporto Humberto Delgado. O drone desenvolvido pelos portugueses da SleekLab pôde voar graças à autorização da Autoridade Nacional de Aviação Civil.

“O nosso serviço é, sem dúvida, uma mais-valia para a distribuição de cartas ou encomendas. Um drone é mais rápido, mais silencioso, menos dispendioso e ninguém tem de perder tempo para se deslocar. Acreditamos que este será o método mais utilizado para a distribuição de pequena mercadoria, no futuro”, afirma Eduardo Mendes, CEO da Connect Robotics, citado em nota enviada às redações esta quinta-feira.

Incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto – a Connect Robotics desenvolveu uma parceria com a Santa Casa da Misericórdia e o município de Penela. Desta forma, o último habitante da aldeia de Podentinhos passou a receber refeições quentes.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

No final de 2019 Estado terá mais 11 400 novos funcionários

Lucília Gao com Joana Marques Vidal no dia da sua tomada de posse como diretora do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa © DR-Ministério Público

Lucília Gago é a nova PGR Tudo o que precisa de saber

Juan José Dolado, economista, investigador e professor universitário (Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Pior do que a precariedade vão ser os baixos salários”

Outros conteúdos GMG
Correio através de um drone: CTT em testes com Connect Robotics