Cristiano Ronaldo investe na portuguesa Mobitto

Foi através das contas do Facebook e do Twitter que Cristiano Ronaldo anunciou o seu mais recente investimento. Depois, a Mobitto não parou de receber empresas interessadas em pertencer à rede.

O internacional português decidiu apostar na tecnologia made in Portugal e investir na Mobitto, uma empresa portuguesa fundada em 2011 por Diogo Teles e José Simões. Além do investimento, o jogador do Real Madrid vai ser também embaixador da marca.

O nome do jogador de futebol surgiu no meio de uma conversa entre os fundadores da empresa que, apostados em fazer crescer a empresa internacionalmente e sem grande capacidade de investimento, planearam uma "agressiva estratégia de marketing".

"A verdade é que foi mesmo assim. Pensámos em nomes e o do Cristiano Ronaldo surgiu naturalmente. Depois de tentarmos o contacto, apresentámos há cerca de um mês o projeto e o road map que queremos para a empresa.", recorda Diogo Teles, um dos fundadores da empresa.

A Mobitto é uma aplicação móvel que permite recomendar locais de preferência como empresas ou lojas, e que dá acesso a descontos e promoções - que podem ser prémios - através das recomendações dadas pelos utilizadores. Além dessas recomendações, é possível às empresas fazerem promoções in loco: por exemplo, uma sala de cinema que esteja vazia à hora de um filme de ação pode direcionar a sua oferta, notificando os homens entre os 20 e os 30 anos de que terão um desconto se assistirem a essa sessão. Ou seja, criar uma promoção para um nicho de clientes.

Os fundadores da empresa decidiram criar em 2011 uma aplicação de utilização internacional que funcionasse como um clube de fidelização e que funcionasse numa lógica de "business to client", em detrimento do habitual "business to business".

"A ideia é que os utilizadores sintam que estão a participar num jogo, em que recebem prémios por usarem serviços, por os recomendarem e até por simplesmente os referirem ou seguirem.", esclarece Diogo.

A equipa da Mobitto arrancou em Portugal mas agora está disseminada pelo mundo. Um braço em Lisboa, outro em Inglaterra e outro em road show nos EUA, a apresentar o conceito e a estratégia a grandes empresas multinacionais. No entanto, Diogo garante: "Não queremos fechar-nos nas grandes empresas. Queremos que também os pequenos comerciantes possam fazer parte do crescimento da Mobitto."

O modelo da empresa assenta num semelhante ao do Google AdWords, uma espécie de harmónica relação entre o "Foursquare e a Groupon", "um encontro amoroso", brinca Diogo. A funcionar em versão Beta, o Mobitto tem vindo a testar o modelo com cinco grandes marcas e retalhistas e espera lançar as suas versões IOS & Android no início de 2013. Só hoje, a empresa recebeu 80 pedidos de empresas para se associarem ao projeto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de