Fazedores

Design Division. E se o seu primeiro livro fosse um jardim zoológico?

A carregar player...

Empresa de webdesign e publicidade criou livro para crianças que junta o objeto à realidade aumentada: da mistura das páginas com a app gratuita saltam abelhas a zumbir e macacos que trepam árvores

Nas páginas do livro colorido de capa dura, uma abelha posa no papel. Está desenhada a computador, riscas amarelas e pretas, como nos desenhos animados. De repente, focando o ecrã do tablet no quadradinho preto e branco inscrito no papel, a abelha voa. O zumbido não para até fechar o livro.

A ideia do ABC Funny, um livro criado a partir de um abecedário ilustrado de animais, foi de Tiago Santos e André Vaz, fundadores da Design Division. A empresa, dedicada a webdesign, publicidade e multimedia, deu os primeiros passos na incubadora da Associação Empresarial da região de Viseu, em 2011.

“Tinham terminado a licenciatura há pouco tempo e queriam apostar em novas ideias, criar novos produtos que fossem de acordo com as necessidades do mercado, explorar o mercado tecnológico e a sua constante mudança”, conta Vera Pereira, 24 anos, responsável pelo marketing da Design Division. Para isso, decidiram criar o ABC Funny, um livro didático cujo principal objetivo foi aproximar as crianças à leitura juntando a tecnologia da realidade aumentada.

“É um livro interativo que junta conteúdos educacionais com imagens em três dimensões. Compra-se o livro, na lateral esquerda, associado a cada animal o leitor tem acesso às suas principais características. Na parte direita há um marcador de realidade aumentada que, focando com um smarphone ou um tablet, permite visualizar esse animal em três dimensões”, refere Vera.

Visualizar o animal depende, além do dispositivo, da aplicação gratuita que deve ser descarregada previamente. Os dois elementos foram desenvolvidos pela Design Division, que atualmente conta com quatro colaboradores: dois na parte operacional, na execução dos produtos e serviços, e outros dois na parte de marketing – divulgação, comercialização, análise e prospeção de novos clientes.

Sem avançarem valores de faturação, os fundadores da empresa garantem que os números aumentaram 60% em 2013 em relação aos números do ano anterior. A maioria dos clientes é da região de Viseu. No entanto, a empresa trabalha já com empresas de outras regiões do país e com clientes internacionais da Suíça, de Angola e de Moçambique.

“O número de clientes tem vindo a aumentar, quer a nível nacional quer internacional. E um dos principais objetivos para este ano é aumentar o número de clientes a nível internacional e também divulgar os serviços e internacionalizá-los”, conta Vera. Para isso, deverão também contribuir os planos que a equipa tem para o ABC Funny nos mercados nacional e internacional.

Na primeira edição foram impressos 500 exemplares, mas a empresa quer mais: além de nova edição em Portugal, que deverá ser divulgada noutras regiões do país, a Design Division quer levar o ABC Funny a outros destinos: numa primeira fase para países de língua oficial portuguesa e, numa segunda, “quem sabe”, para outras línguas. Porque, depois dos animais, “o céu é o limite”. “Não foi difícil criar o ABC Funny, foi um desafio. Como sabemos, o alfabeto é muito extenso e encontrar um animal em três dimensões para cada letra não é assim tão fácil. Talvez a principal dificuldade tenha sido mesmo a construção desses animais que estão em estilo origami”. Na venda online, através do site da Design Division, o ABC Funny custa 15 euros. A empresa aceita encomendas por via do site e do Facebook.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Lisboa,  29/09/2020 - Ursula Von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia.
(Paulo Alexandrino/Global Imagens)

“Temos de ser cuidadosos em relação à dívida, no longo prazo ela terá de descer”

ANTONIO COTRIM/ LUSA

Governo aposta no clima e competências para recuperação – mas sem empréstimos

Design Division. E se o seu primeiro livro fosse um jardim zoológico?