dia da manufatura

Prodsmart quer criar o Dia da Manufatura em Portugal

Gonçalo Fortes, da Prodsmart. Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens
Gonçalo Fortes, da Prodsmart. Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Efeméride criada por Barack Obama celebra-se esta sexta-feira nos Estados Unidos

A startup portuguesa Prodsmart quer importar o Dia da Manufatura para Portugal. A efeméride, que se celebra esta sexta-feira nos Estados Unidos, foi uma iniciativa lançada pelo presidente norte-americano Barack Obama e é uma oportunidade que o setor da indústria aproveita para abrir portas aos curiosos, mostrando como funcionam as suas fábricas.

“Queremos que o Dia Nacional da Manufatura seja uma homenagem a todos os “soldados desconhecidos” que todos os dias picam o ponto para que nunca nos falte nada”, indica Gonçalo Fortes, CEO da Prodsmart, em comunicado.

A ideia é celebrar a data em Portugal, já no próximo ano, numa iniciativa que conta, para já, com o apoio de Pedro Matias, presidente do grupo ISQ, e do ex-secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos. “A indústria é um dos fatores que sempre fez avançar a economia e a sociedade. É por isso, da mais elementar justiça, honrar e celebrar todos aqueles que tantas vezes, de modo anónimo, contribuem para a criação de riqueza”, afirma Pedro Matias.

Os industriais que se queiram associar à iniciativa, que será celebrada a 4 de outubro de 2018, podem já inscrever-se num site criado para o efeito (link aqui). “Há muitas pessoas que acham que trabalhar numa fábrica não é prestigiante. Mas está mais do que provado que o sector industrial é um dos principais motores de desenvolvimento da classe média de um país. Já para não falar que é uma área que tem tido bastante inovação mas que ainda tem muito para melhorar. E para isso é preciso atrair talento”, reforça Gonçalo Fortes.

A Prodsmart é uma startup portuguesa que ajuda na digitalização dos processos industriais e que, em agosto, angariou investimento da 500 Startups e expandiu a sua operação para os Estados Unidos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, governador do Banco de Portugal Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Guerra comercial generalizada rouba 2,5% à economia portuguesa até 2020

Paulo Maçedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens

CGD emite dívida mais barata apesar do boicote de grandes fundos

IVA aduaneiro fisco

Mexer no ISP não garante descida do preço de venda

Outros conteúdos GMG
Prodsmart quer criar o Dia da Manufatura em Portugal