Lisbon Investment Summit

“É muito cedo para dizer que investimento na blockchain vai ter retorno”

9-a-government-will-collect-taxes-for-the-first-time-via-blockchain-2023

Apesar de ainda não ser muito rentável, a tecnologia blockchain deverá contar com o primeiro unicórnio nas próximas semanas

Transação concretizada assim que a ordem é dada pelo cliente. Esta é a principal definição atribuída à blockchain, a tecnologia que deverá revolucionar todo o tipo de operações nos próximos anos. Só que o montante que está a ser investido nesta solução ainda gera alguma incerteza, como se percebeu pelo debate sobre a construção de negócios de sucesso com recurso à blockchain, que decorreu esta terça-feira no âmbito do Lisbon Investment Summit (LIS), no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa.

“Precisamos de mais quatro ou cinco anos para mostrar o potencial da tecnologia. Isto só começou em 2013/2014 e ainda é muito cedo para dizer que este investimento vai ter retorno”, referiu Philippe Rodriguez, diretor-geral da sociedade de capital de risco Avolta Partners. Este responsável recordou que a Coinbase, uma plataforma de troca de bitcoin, poderá obter nas próximas semanas uma avaliação superior a mil milhões de dólares e tornar-se na primeira startup unicórnio que recorre à tecnologia bitcoin.

Philippe Rodriguez disse também que “o mundo precisa de nova tecnologia na área das transações nos próximos cinco ou seis anos, o que será apenas possível com o desenvolvimento da blockchain.

Outro dos participantes no debate foi Nicolas Bacca, fundador da startup Ledger, que desenvolve sistemas de segurança para moedas virtuais, como a bitcoin ou a ethereum. O francês destacou esta “é uma tecnologia muito interessante”, seja na vertente pública, em que não há qualquer entidade que regula as operações, seja na vertente privada, em que um restrito número de utilizadores pode registar-se na plataforma.

O debate contou ainda com a presença de Mir Serena Liponi, da BHB Network, uma comunidade de especialistas que fornece às empresas as ferramentas necessárias para que possam entender a tecnologia blockchain. A italiana salientou que a blockchain “é uma tecnologia misteriosa e muito difícil de definir mas que está a funcionar” na atualidade.

O Lisbon Investment Summit, organizado pela Beta-i, decorre esta terça e quarta-feira e conta com 1600 inscritos, entre startups e investidores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dívida pública está nos 130,3%

Endividamento da economia atinge novo recorde em abril

REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Zeinal Bava, ex-PT e Oi

Zeinal Bava faz promessa: “Chegou o momento de esclarecer tudo”

Outros conteúdos GMG
“É muito cedo para dizer que investimento na blockchain vai ter retorno”