Embaixada é o novo espaço comercial em Lisboa (atualizada)

ng3113157

A capital vai ter um novo espaço comercial. Situado no palacete Ribeiro
da Cunha, no Príncipe Real, em Lisboa, Embaixada, e não Palace
Bazar como inicialmente tinha sido apresentado, abre ao público dia 6 de
setembro.

Moda, design, jóias, lifestyle, arte e restauração são as ofertas no edifício construído em 1857 pela família Ribeiro da Cunha, concretamente pelo patriarca, um homem que fez fortuna no Brasil.

Veja aqui mais pormenores sobre novo espaço.

De estilo neo-árabe, o edifício que faz esquina com a Calçada da Patriarcal, tem três andares abertos para um pátio interior e uma cave com ligação a um jardim amplo.

A Embaixada conta com a presença inicial de mais de uma dezena de lojas e um
espaço destinado à restauração, nomeadamente: Amélie au Théâtre,
Shoes Closet, Moleskine, Storytailors, Urze, Vla Records,
Organii Bebé, Organii Cosmética Biológica, Linkstore, Restaurante
Le Jardin, Pavão, O da Joana/Sal/Menina e Moça/Paez,
Intemporal, Temporary Brands, Boa Safra.

O projeto contempla ainda um espaço
dedicado à arte e cultura, promovendo exposições temporárias de
artistas, como é o caso das obras de José de Guimarães, expostas
no 1º andar do edifício.

O palacete Ribeiro da Cunha é a peça central do projecto da empresa Eastbanc, cujo seu proprietário, Anthony Lanier, um austríaco nascido no Brasil e residente em Washington, decidiu começar a investir em Lisboa em 2005.

Desde essa altura, a Eastbanc comprou cerca de 20 edifícios, todos na zona do Príncipe Real, entre eles o palacete Castilho, no início da Rua da Escola Politécnica, sede da empresa de Anthony Lanier. Veja aqui.

No mesmo projeto foram investidos 50 milhões de euros. Com o “propósito de os reabilitar,
combinando o design, as funcionalidades modernas com a preservação
do património arquitectónico, cultural e paisagístico”, refere a Eastbanc, em comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A Chanceler alemã, Angela Merkel.  Fotografia: EPA / CARSTEN KOALL

Merkel ganha com pior resultado de sempre, AfD é terceira força política

Lamego foi a autarquia que mais agravou o endividamento. Fotografia:
Maria Jo‹ão Gala / Global Imagens

Passivo das câmaras baixou, mas há 30 que se endividaram mais

Gasóleo deve subir, na próxima semana, enquanto a gasolina deve baixar. Meio cêntimo apenas em ambos os casos

Impostos nos combustíveis valem 7% da receita do Estado

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Embaixada é o novo espaço comercial em Lisboa (atualizada)