fazedores

Energia: Duas startups portuguesas marcam encontro com gigantes mundiais

Sede da EDP, em Lisboa, vai ser o palco do encontro entre startups e grandes empresas mundiais. (Gerardo Santos / Global Imagens)
Sede da EDP, em Lisboa, vai ser o palco do encontro entre startups e grandes empresas mundiais. (Gerardo Santos / Global Imagens)

Enging e Livedrive vão apresentar soluções a empresas como Microsoft, Cisco e Siemens na terça-feira.

Há duas startups portuguesas que na terça-feira vão poder apresentar as suas ideias a algumas das maiores empresas do mundo. A Enging e a Livedrive são as duas representantes mundiais no evento Energy Startups Matchmaking Day, em que 29 startups ligadas à energia vão ter reuniões bilaterais com marcas como Microsoft, Cisco, Siemens, Eneco e Innogy. O evento vai decorrer na sede da EDP, em Lisboa, e vai contar com o apoio do Conselho Europeu de Inovação da Comissão Europeia.

“O objetivo é que estas multinacionais, que procuram diariamente soluções inovadoras para melhorar os seus negócios e serviços, possam encontrar novas ferramentas junto destas startups, que já passaram por uma avaliação rigorosa do Conselho Europeu de Inovação e que têm soluções testadas e implementadas. Para as startups, é uma forma de, em apenas um dia, poderem apresentar-se a grandes empresas mundiais que, combinadas, têm milhões de clientes”, destaca a nota de imprensa divulgada esta segunda-feira.

As 29 startups que vão participar “são apoiadas pelo SME Instrument, o veículo de investimento do Conselho Europeu de Inovação que está a apoiar a inovação e o desenvolvimento tecnológico a nível europeu e que faz parte do Programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia” e foram escolhidas pelo “maior potencial para os modelos de negócio da EDP e dos seus seus parceiros”. Foram recebidas mais de 100 candidaturas.

Startups nacionais

A Enging foi escolhida porque consegue detetar avarias em motores e transformadores de infraestruturas industriais como centrais nucleares, petroquímicas e elétricas. A startup entrou no mercado em 2015, depois da validação do conceito pela EDP Distribuição. Quatro anos depois, acabou de concluir uma ronda de investimento de um milhão de euros, liderada pela EDP Ventures, que vai ajudar a expandir o negócio para a Alemanha e para a Índia, conforme o Dinheiro Vivo escreveu em fevereiro.

A Livedrive promove a conectividade entre veículos e grandes volumes de dados. Através disto, pretende atingir níveis mais elevados de sustentabilidade de mobilidade rodoviária, “através de uma mudança na forma como se conduz”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Energia: Duas startups portuguesas marcam encontro com gigantes mundiais