Epal

EPAL. A centenária criou uma app para se aproximar dos clientes e os integrar

A carregar player...

Chama-se Waterbeep, promove um consumo mais inteligente de água e resulta do trabalho de inovação que a empresa de distribuição de água tem desenvolvido

Poupar água, fazendo um uso mais eficiente do que consumimos em nossas casas, pode ser uma questão de cliques. O problema serviu de mote à criação da aplicação Waterbeep, uma solução pensada pela EPAL, empresa de distribuição de água da região de Lisboa, para aumentar a responsabilidade e diminuir o consumo desnecessário e, em consequência, o desperdício.

“Normalmente, os clientes só se lembram da empresa quando há falta de água. Isso só faz que a relação empresa-clientes seja cada vez menor. Esta aplicação tenta reforçar esse relacionamento, abrir novos meios, assuntos e vias de comunicação e também, de alguma forma, promover a empresa no sentido de se promover o esforço por trás da empresa“, esclarece Luís Branco, engenheiro responsável pelo desenvolvimento da Waterbeep.

Criada, numa primeira fase, para os clientes diretos e, já numa etapa posterior, orientada para a comercialização a outras entidades gestoras que podem tirar partido delas, a aplicação está disponível em quatro versões: a modalidade Home, gratuita mas com informação gráfica baseada nas leituras que são feitas pela companhia e um sistema complementar sobre consumos que usa o simulador que verifica se está a gastar a mais ou a menos em relação aos consumos standard, é a mais procurada.

Existem ainda as versões Plus, Pro e Premium, que assentam na instalação de dispositivos de telemetria, ou seja, mecanismos colocados junto do contador que vão retendo leituras e disponibilizando informação a diferentes níveis (por exemplo, diariamente no caso do Plus ou, de 15 em 15 minutos, no caso do Pro). As quatro modalidades somam já cerca de 3000 utilizadores.

Paralelamente ao desenvolvimento da aplicação informática, a EPAL criou uma app de telemóvel complementar à Waterbeep: lançada em dezembro de 2013, a MyAqua avisa o utilizador da necessidade de comunicar a leitura do seu contador à EPAL, de maneira a controlar a informação das leituras e facilitar a previsão da conta mensal. Tem mais de 6000 utilizadores. E a inovação ajuda a reduzir a conta da água? Branco responde: “É esse o objetivo, mas depende do uso. Disponibilizamos informação, damos conselhos. Esta ferramenta serve para os ajudar a encontrar a causa de um consumo excessivo. Ou, pelo contrário, chegar à conclusão de que o consumo é todo real, embora possa ser otimizado.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 04 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo vê economia a crescer 4,3% em 2021 e desemprego nos 8,7%

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa após a reunião extraordinária da Comissão Permanente de Concertação Social por video-chamada, no Ministério da Economia, em Lisboa, 16 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Segunda fase do lay-off custa mais de 700 milhões de euros

Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP. Foto: direitos reservados

Rocha de Matos: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

EPAL. A centenária criou uma app para se aproximar dos clientes e os integrar