Espanhola Cobee recebe 14 milhões para gerir benefícios em Portugal

Série A da plataforma espanhola servirá para alargar gama de produtos financeiros e benefícios, passando a incluir ginásios, apoio à saúde mental e plataformas de entretenimento.

A plataforma espanhola de gestão de compensações Cobee reforçou o seu capital. A startup fundada em 2018 obteve 14 milhões de euros em série A de investimento, segundo o anúncio feito esta terça-feira. Presente em Portugal desde o início deste ano, a empresa vai usar a injeção de dinheiro vai servir para reforçar serviços e a equipa.

"Com este investimento, a nossa proposta de valor será amplamente melhorada porque, por um lado, vamos poder desenvolver mais a nossa plataforma e, por outro, vamos ampliar ainda mais a nossa oferta de benefícios, reforçando a aposta nas áreas que sabemos serem as grandes prioridades dos trabalhadores neste momento: os benefícios financeiros e aqueles relacionados com o bem-estar, incluindo ginásios, plataformas de entretenimento, entre outros", refere ao Dinheiro Vivo, em declarações por escrito, o líder da Cobee, Borja Aranguren.

Atualmente com uma equipa de 60 pessoas, a empresa espanhola também vai reforçar o número de elementos, apostando em áreas como "vendas, produto e atenção ao cliente". Apesar da pergunta, a Cobee escusou-se a concretizar números de contratações para Portugal.

A série A da startup foi liderada pela sociedade de capital de risco Balderton Capital. Antes desta ronda, a plataforma já tinha arrecadado 2,1 milhões de euros em ronda seed.

A Cobee gere os benefícios que as empresas atribuem aos funcionários. A empresa disponibiliza uma aplicação e um cartão Visa onde ficam centralizados e atualizados em tempo real todos os descontos, vouchers e benefícios que a empresa oferece como complemento ao salário.

A portuguesa Coverflex é uma das principais concorrentes da empresa espanhola. Para se diferenciar, a Cobee defende-se: "o que nos diferencia de forma mais acentuada dos outros concorrentes do setor [...] é o facto de sabermos ler os mercados e apoiar-nos na tecnologia para oferecer aos trabalhadores uma forma mais fácil, acessível e agradável de consumir os benefícios que lhes são oferecidos."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de