Esta roupa é à prova de mosquitos

Aumentar a qualidade de vida em todo o mundo, principalmente nos países afetados por doenças transmitidas por picadas de mosquitos. Esta é a missão da Ztop Mosquito, empresa portuguesa criada em 2013, que desenvolve peças de vestuário repelentes de mosquitos. Em termos técnicos, a empresa chama-lhes "têxteis funcionais repelentes".

A ideia partiu da New Textiles, spin-off da Universidade do Minho. Para desenvolver o produto, Cláudio Carvalheira, diretor da empresa, juntou-se a Diogo Pina e André Alves. Com a aposta em lojas online para chegar aos habitantes dos países mais afetados, a ideia é ter capacidade de entrega em todo o mundo para prevenir doenças graves.

Leia também: Primeira toalha anti-mosquitos é inovação portuguesa

O vestuário Ztop, explica a empresa em comunicado, é impregnado com permetrina, um composto sintético similar a compostos naturais encontrados em flores, capaz de repelir insetos transmissores de doenças infecciosas, como o dengue e a malária. A Organização Mundial de Saúde estima que ocorram entre 350 e 500 milhões de novos casos de malária todos anos, muito graças intensificação da resistência a muitos dos medicamentos anti-maláricos atualmente disponíveis. Já a dengue, que afetava cerca de 10 países na década de 50, é hoje considerada uma doença endémica em, pelo menos, 100 países e a sua prevalência ultrapassou a da malária.

Neste momento, a Ztop tem à venda seis produtos diferentes: tshirt, meias, banda de pulso, pulseiras, lenços de bebé e bonés, com os preços a variarem entre os 9,90 euros e os 24,90 euros. Está ainda disponível um pack de tshirt, meias e bandas de pulso, por 49,90 euros. As compras podem ser feitas através do site da empresa. O vestuário resiste a mais de 100 lavagens (embora não seja obrigatório, a empresa aconselha a que seja lavado separadamente das outras roupas).

O objetivo é chegar a países como Tailândia, México, Brasil, Índia e Palops, onde existe um grau elevado de contaminação de doenças transmissíveis pela picada do mosquito. Ainda assim, a empresa não deixa de parte Portugal, onde já houve episódios de surtos em locais como Salgados, Armação de Pêra e Comporta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 04 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo vê economia a crescer 4,3% em 2021 e desemprego nos 8,7%

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa após a reunião extraordinária da Comissão Permanente de Concertação Social por video-chamada, no Ministério da Economia, em Lisboa, 16 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Segunda fase do lay-off custa mais de 700 milhões de euros

Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP. Foto: direitos reservados

Rocha de Matos: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

Esta roupa é à prova de mosquitos