Este negócio do turismo cresceu na pandemia e recebeu um milhão de investimento

Startup portuguesa HiJiffy fechou ronda de financiamento com a Portugal Ventures (e não só), vai reforçar a equipa e a presença nos mercados europeus.

Fundada em 2016, a HiJiffy tornou-se numa das startups portuguesas mais conhecidas do setor do turismo. Facilita a vida aos clientes particulares e aos hotéis ao centralizar, automatizar e medir todos os serviços prestados. Num dos piores anos de sempre para esta atividade, a HiJiffy recebeu um investimento de um milhão de euros em ronda seed, segundo o comunicado divulgado esta quinta-feira.

A operação foi liderada pela sociedade de capital de risco do Estado Portugal Ventures. O ex-diretor de crescimento do Twitter, Sébastien Lefebvre, reforçou a presença no capital da plataforma portuguesa, depois de ter ajudado no primeiro investimento externo da empresa, de 300 mil euros, em 2018.

Com este investimento, a HiJiffy vai duplicar a equipa, de 14 para 30 pessoas, até ao final de 2021 e ainda reforçar a presença nos mercados de Espanha, França e Reino Unido.

Desde o início do ano que a HiJiffy duplicou o número de clientes e contou com 600 mil utilizadores - ultrapassando a barreira do milhão de interações desde 2016. Mas 2020 está a ser um ano de altos e baixos para esta plataforma.

"Em março, apanhámos um grande susto, com os hotéis a fechar", recorda ao Dinheiro Vivo o líder desta startup, Tiago Araújo. "Dependentes do crescimento deles, tomámos uma série de medidas. Mesmo com cortes, a equipa soube ir à luta."

A HiJiffy percebeu que os hotéis, com muito menos hóspedes e receitas, "tinham muito mais perguntas e não conseguiam dar resposta a toda a gente porque a equipa de reservas estava em lay-off. Não havia resposta para as perguntas mais simples", lembra Tiago Araújo.

Só que a startup portuguesa tinha disponibilizado, antes do final de 2019, o seu assistente virtual, que facilita a comunicação entre empresas e os hóspedes. "Os hotéis perceberam que esta solução era mesmo necessária para manter a segurança dos turistas. O turismo está a sofrer uma revolução tecnológica gigante".

A Portugal Ventures também notou a necessidade de novas tecnologias na área do turismo. "Investir na HiJiffy é sinónimo de potenciar a transformação digital do setor do Turismo, alavancando a criação de bens e serviços tecnológicos. Os resultados que conseguiu alcançar num momento tão conturbado para o setor, dá à equipa confiança para atingir os seus objetivos de expansão internacional", justifica o vice-presidente da Portugal Ventures, Rui Ferreira, citado em comunicado.

Para os proximos meses, a startup portuguesa quer centralizar e automatizar as chamadas telefónicas; automatizar as respostas por e-mail e ainda transformar a plataforma num sistema que acompanha toda a jornada do consumidor, desde a pesquisa até ao check-out.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de