Este site guarda-lhe as faturas

ng3090818

Orlando Ribas Fernandes, 31 anos, admite que não estava só a pensar no ambiente quando teve a ideia de criar o Paper Vault, há dois anos. “Mas é quando precisamos de acionar uma garantia que parece que nunca encontramos a fatura”, desabafou. Pior, ainda, é quando a fatura perdeu legibilidade. E, desde que as Finanças passaram a exigir a emissão de fatura por cada café, os quilómetros de rolo de papel que saem das máquinas registadoras vieram acrescentar poluição e desperdício.

“Com o Paper Vault, as empresas podem poupar até 50% do que gastariam em papel”, adianta o empreendedor, que optou por negociar com as empresas fornecedoras de soluções de faturação para fazer chegar o produto aos empresários. Como exemplo, a solução mais económica, dirigida a pequenas e médias empresas, tem um custo anual de 150 euros e inclui a emissão de até 15 mil faturas.

“Quanto ao consumidor, não tem qualquer custo e basta-lhe indicar que quer receber a fatura digital para a mesma ficar disponível [após registo gratuito] para sempre, com a vantagem de poder consultar as despesas efetuadas por categoria e, assim, ter as contas do IRS facilitadas, por exemplo”, elencou, ainda.

O registo do número de contribuinte do utilizador permite a emissão de faturas válidas, legalmente, o que também ajuda ao cumprimento da lei, na perspetiva de Orlando Ribas Fernandes. “Só tivemos de bloquear alguns números de contribuinte, pois já houve quem tentasse registar-se com os dados do primeiro-ministro”, revela, divertido.

Após meio ano de testes, o Paper Vault arranca agora “a sério”, com uma série de retalhistas, empresas na área da saúde, farmácias e restaurantes prestes a entrar no sistema.

Fundada há um ano e apenas com capitais próprios, a Xnfinity – empresa que criou e detém o Paper Vault – emprega dez jovens recém-licenciados e está incubada no UPTEC, no Porto. No fim deste primeiro ano de atividade espera ter atingido uma faturação de 250 mil euros e tem já no horizonte a internacionalização.

“Durante o período de testes, registámos várias visitas internacionais, pelo que adaptámos desde logo o Paper Vault para várias línguas e várias unidades monetárias. A breve prazo, queremos ver o sistema adotado por toda a Europa”, conclui.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Andrzej Grygiel

OCDE pede mais proteção da contratação coletiva

Outros conteúdos GMG
Este site guarda-lhe as faturas