Investimento

Facebook e Apple à procura de negócios inovadores em Portugal

Empresa fundada por Steve Jobs chega a Lisboa para a semana. Equipa de Zuckerberg visita o país no final de setembro

Vários representantes de empresas tecnológicas líderes internacionais como a Apple, Facebook, Twitter, Amazon, Airbnb e Square vêm a Portugal entre julho e final de setembro para conhecer e contactar com empreendedores, venture capital, investidores e outros atores do ecossistema empreendedor nacional. A Apple é a segunda empresa a visitar o país entre 28 e 29 de julho, seguida dos representantes da Amazon, que estarão em Portugal entre 29 e 31 de agosto. Depois chegarão os membros da equipa do Facebook, encontro agendado para o final de setembro.

O desafio, lançado pela AICEP – Agência de Investimento para o Comércio Externo de Portugal, surge na sequência do road-show que Miguel Frasquilho, diretor daquele organismo, fez em abril aos Estados Unidos. O objetivo deste convite é dar a conhecer melhor Portugal, as oportunidades de parceria e até de investimento em empresas portuguesas. Na altura, em Nova Iorque e S. Francisco, Miguel Frasquilho apresentou às grandes tecnológicas alguns casos portugueses de sucesso que já conseguiram investimento a nível internacional, tais como a Farfetch, a Talkdesk, a Feedzai e a Uniplaces.

“Percebemos durante a viagem que havia um desconhecimento do que é Portugal em termos de indicadores de turismo, empreendedorismo e inovação. Lisboa e Portugal estão na moda, batem recordes e estão muito virados para os negócios”, explica Miguel Frasquilho, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

O modelo-tipo destas visitas – cujos custos são completamente suportados pelas empresas estrangeiras que estejam interessadas em conhecer mais de perto Portugal – inclui reuniões entre os representantes das tecnológicas internacionais com incubadoras, aceleradoras, investidores e empreendedores, um pouco por todo o país. Estes programas e marcação de reuniões estão a cargo da AICEP, que pensou em desafiar as tecnológicas internacionais como uma estratégia para dar a conhecer o que de melhor se faz no país.

No radar dos investidores

“A nossa ideia é que todos estes indicadores de crescimento e vitalidade façam com que Portugal esteja no radar destas empresas e de potencial investimento”, esclarece Miguel Frasquilho.

Entre os associados à iniciativa da AICEP estão as incubadoras Startup Lisboa, Startup Braga, UPTEC, Instituto Pedro Nunes, a Beta-i e o fundo de investimento público Portugal Ventures. “Temos expectativas de que estas tecnológicas possam, depois destas visitas, aumentar a sua presença em Portugal”, adianta Miguel Frasquilho, sublinhando que uma das possibilidades em cima da mesa é a abertura de uma retail store da Apple no nosso país.

A estratégia surge alinhada com o lançamento do Startup Portugal, a estratégia nacional para o empreendedorismo. Dentro das medidas anunciadas pelo governo de António Costa para dar a conhecer e potenciar o ecossistema empreendedor nacional, Miguel Frasquilho sublinha a criação de uma zona livre tecnológica, cujo plano será definido até ao final do ano, e o programa para o cofinanciamento de capitais de risco e business angels como as medidas que mais podem potenciar o investimento estrangeiro em startups portuguesas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Facebook e Apple à procura de negócios inovadores em Portugal