Dinheiro Vivo TV

Faniak. A inteligência artificial chegou à música

A carregar player...

Plataforma tecnológica portuguesa quer que os artistas tenham mais tempo para criar músicas e deixar que um software fique a gerir a agenda.

A Faniak está prestes a chegar para mudar a vida dos músicos. É a primeira plataforma de inteligência artificial portuguesa que gere as datas dos concertos, escolhe as salas mais adequadas, permite dar respostas mais personalizadas aos fãs e ainda ajuda a difundir melhor os conteúdos pelas redes sociais. A fase de testes vai arrancar nas próximas semanas e já há várias bandas portuguesas que se pré-inscreveram para experimentar este sistema.

Durante a Web Summit, o Dinheiro Vivo conversou com Nuno Santos, um dos cinco fundadores da Faniak. Habituado a estar em palco – é baterista dos Madrepaz – este fazedor explicou-nos um pouco melhor como funciona esta plataforma, que foi fundada com mais quatro pessoas: Madalena Pestana, Carlos Rodrigues, David Reis e Paulo Maurício.

Esta startup foi ainda escolhida para receber um Startup Voucher, medida da estratégia Startup Portugal para dinamizar o desenvolvimento de projetos empresariais que se encontrem em fase de ideia, promovidos por jovens entre os 18 e os 35 anos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O empresário Joe Berardo à chegada para a sua audição perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República, em Lisboa, 10 de maio de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Joe Berardo: “Tenho servido de bode expiatório”

Carlos Costa. Foto: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

BdP vai divulgar relatório dos grandes devedores mas incompleto

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Centeno assegura clarificação das dúvidas do BCE

Outros conteúdos GMG
Faniak. A inteligência artificial chegou à música