Fundada por um português, Seedrs funde-se com a Crowdcube

Negócios concentra as duas maiores plataformas de angariação de investimento em troca de capital para startups.

Foi anunciada esta segunda-feira a fusão das duas maiores plataformas britânicas de angariação de investimento colaborativo em troca de capital para startups. A Seedrs (que conta com o português Carlos Silva como um dos fundadores) e a Crowdcube vão passar a ser uma só empresa.

A nova empresa terá uma avaliação de mercado de cerca de 120 milhões de euros. Os atuais acionistas da Crowdcube vão deter 60% da nova empresa, enquanto os investidores da Seedrs terão 40% das ações, segundo um comunicado divulgado esta segunda-feira.

Jeff Kelisky, atual líder da Seedrs, vai ser o presidente executivo da nova empresa; Darren Westlake, atual líder da Crowdcube, vai ser o presidente do conselho de administração executivo. Espera-se que a fusão entre as duas plataformas fique concluída entre o final de 2020 e o início de 2021.

Desde 2011, as duas empresas já angariam mais de dois mil milhões de euros de investimento para startups e pequenas e médias empresas em troca de capital. Foi através destas plataformas que, por exemplo, a Revolut, levantou as primeiras rondas de capital.

A fusão entre a Seedrs e a Crowdcube ocorre poucos meses depois da saída do Reino Unido da União Europeia. O levantamento de investimento através destas plataformas é visto pelas startups como uma forma de validar a sua proposta de valor junto do mercado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de