Investimento

Fundo 200M. Co-investidores podem candidatar-se online

(DR)
(DR)

Os fundos de co-investimento que queiram co-investir em empresas através do Fundo 200M, já podem dar início ao processo online.

Os fundos de investimento que pretendem investir em startups inovadoras em modelo de co-investimento com o Fundo 200 – fundo de co-investimento anunciado em 2016 – já pode fazer o processo de candidatura online. Esta nova página está disponível desde esta quinta-feira 27 de setembro, substituindo o site anterior que já tinham algumas informações.

Este fundo de co-investimento, gerido pela PME Investimento, pode investir entre 500 mil euros e um máximo de cinco milhões de euros.

O presidente do Conselho Geral deste fundo é Jaime Andrez, do Compete 2020. Já o presidente do Comité de Investimento será Nuno Arantes do MIT Portugal. Francisco Almada-Lobo, da Critical Manufacturing, Rory Earley e Simon Schaefer são os restantes nomes que vão compor o Comité de Investimento. O ministro da Economia em maio sinalizava que “o 200M é um instrumento muito interessante para atrair investidores do setor tecnológico para Portugal, trazendo não só mais capital para as startups portuguesas mas também investidores que podem projetar e fazer crescer as nossas empresas no mercado global”.

“Este instrumento complementa outros instrumentos já lançadas (fundos business angels e fundos de capital de risco) e pretende alavancar investimentos de maior dimensão na fase de aceleração das empresas, que é a fase em que as empresas criam mais emprego e mais valor. Responde a uma necessidade identificado pelas empresas tecnológicas que muitas vezes tinham que ir para o estrangeiro quando necessitavam de investimentos de maior dimensão”, rematou Manuel Caldeira Cabral.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Taxa de juro do crédito à habitação cai para 1%

Lisboa, 18/02/2020 - Plenário da Assembleia da República - Debate quinzenal com o primeiro ministro.
Primeiro Ministro António Costa com os restantes ministros que compõem o governo.
Jerónimo de Sousa - PCP
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Jerónimo avisa Costa que “sem aumentos salariais” os “problemas vão aumentar”

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP escapa a multas por atraso no contrato de serviço público

Fundo 200M. Co-investidores podem candidatar-se online