fazedores

Fyde recebe mais dois milhões de euros de investimento

Tecnologia

Startup norte-americana tem escritório no Porto com 20 pessoas. Desenvolve um sistema para facilitar acesso remoto e seguro a servidores empresariais.

A Fyde, startup norte-americana que desenvolve um software para facilitar o acesso remoto e seguro a servidores empresariais, concluiu uma ronda de financiamento de dois milhões de euros. Os fundos portugueses Bright Ventures e Portugal Ventures participaram nesta operação, que também contou com entidades internacionais como Wells Fargo, DNX Ventures e Vertex Ventures.

Esta injeção de capital vai permitir a esta startup desenvolver reforçar o seu escritório no Porto, onde já conta com uma equipa de 20 pessoas. “Este investimento irá ajudar a Fyde a expandir a equipa no Porto com mais talento em engenharia, produto e vendas, por forma a caminhar para o crescimento sustentável da empresa”, destaca Luísa Lima, co-fundadora e vice-presidente de engenharia.

Fundada em 2017, a Fyde também conta com o português José Luís Pereira como um dos seus fundadores e atual responsável tecnológico. Esta startup recorre ao modelo Zero Trust Security, “que parte do princípio de que nenhum utilizador é confiável e requer que qualquer pessoa, mesmo aquelas que já têm acesso à rede, tenham de ver o seu acesso verificado. Desta forma, se um atacante conseguir o acesso a um servidor, não conseguirá, por consequência, acesso a mais nenhum”.

Depois desta operação, a Fyde já acumula um investimento total de cerca de 5 milhões de dólares (em abril de 2018, lavantou uma ronda de 3 milhões de dólares em ronda seed).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Fyde recebe mais dois milhões de euros de investimento