Aceleração

Google acelera pela primeira vez duas startups portuguesas

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

As portuguesas Barkyn e Unono foram duas das oito startups selecionadas para a segunda vaga do programa de aceleração do Campus Madrid

Portugal vai participar pela primeira vez num programa de aceleração da Google. A tecnológica norte-americana selecionou duas startups nacionais para o “Campus Residency”, programa de seis meses que vai decorrer no Campus Madrid, em Espanha, e que dá acesso a mentores, serviços e apoio personalizado. O programa arranca no final de maio.

As portuguesas Barkyn e Unono foram duas das oito startups selecionadas para a segunda vaga do programa de aceleração do Campus Madrid. Neste programa, a Google não fica com qualquer participação nas empresas e adapta a aceleração das startups às suas necessidades específicas.

A Barkyn pretende revolucionar o mercado canino, ao reunir, em pacotes, alimentação, serviços e brinquedos. André Jordão destaca que este programa “é uma validação extra para o negócio” e “dá acesso a uma rede de especialistas a nível mundial, sem dar nada em troca. Como esta startup nascida no Porto também está no mercado espanhol, o “Campus Residency” servirá “também para dar uma grande ajuda a este mercado”.

A Unono é uma plataforma de recrutamento para jovens talentos e tem ADN português, graças ao cofundador Luís Mendes (o outro cofundador é o espanhol e suíço Raphäel Heraief). A presença no Campus Madrid vai servir para “perceber como vamos escalar o nosso negócio”. Luís Mendes entende que este programa de aceleração “é como um match feito no céu porque trabalhamos no recrutamento que e uma indústria tradicional, mas temos uma visão global e digital do negócio”.

A plataforma de recrutamento, com esta aceleração, pretende duplicar o número de colocações e expandir para uma nova cidade. “Queremos perceber de que forma podemos reduzir custos, na aquisição de clientes e utilizadores, ou mesmo na entrada em novas geografias, intensificando o nível de digitalização do nosso processo. E para isso, não há melhor parceiro do que a Google”, conclui o cofundador da Unono.

O Campus Madrid, fundado em junho de 2015, é um dos sete espaços que a Google tem em todo o mundo para apoiar o empreendedorismo. As startups lá incubadas obtiveram 75 milhões de euros de investimento em 2017. Este montante corresponde a um terço do financiamento obtido pelas empresas instaladas nos outros Campus da Google.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pedro Queiroz Pereira

Pedro Queiroz Pereira deixa império de mil milhões

Pedro Queiroz Pereira, presidente do conselho de administração da Semapa

Semapa: “Mais do que um património, PQP deixa força e deixa valores”

Outros conteúdos GMG
Google acelera pela primeira vez duas startups portuguesas