Investimento

Primetag consegue 1,3 milhões de euros em capital de risco

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A Primetag, startup portuguesa que liga as marcas a influenciadores, fechou uma ronda de financiamento de 1,3 milhões de euros em capital de risco. O investimento em ronda seed foi feito em exclusivo pelo fundo Pathena, liderado por António Murta, e vai permitir que a Primetag abra um escritório em Espanha e reforce a sua presença no país vizinho, adianta Manuel Albuquerque, cofundador da Primetag, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

“O investimento serve para replicarmos o que fizemos em Portugal no mercado espanhol. Este dinheiro vai permitir várias contratações, para passarmos a ter perto de 30 pessoas na equipa. Também dará 12 meses para avaliar a rentabilidade do negócio em Espanha”, refere o também líder desta startup, que foi fundada em Aveiro em 2015 e que também conta com um novo escritório em Santo Amaro de Oeiras.

A escolha do país teve em conta vários fatores. “Escolhemos Espanha porque há muitas marcas locais, sobretudo na área da moda, e muitos clientes portugueses que querem entrar lá e veem-nos como uma grande solução. Um dos nossos clientes bandeira de Espanha é a marca de óculos Hawkers, que nos pode abrir muitas portas nos próximos tempos”.

Espanha foi escolhida em detrimento de França e do Brasil. “Excluímos França porque obrigava a um investimento muito avultado a nível de recursos humanos e operações, apesar de termos alguns clientes lá; afastámo-nos do Brasil porque, apesar de ser o segundo maior mercado do mundo de influenciadores e de ser muito mais barato do que França, tem uma cultura e questões legais que nos poderiam trazer alguns problemas”.

Clientes em quatro países

A Primetag conta com um software que permite a compra de produtos visualizados em imagens publicadas em blogues ou sites. Inicialmente, trabalhava apenas com publishers mas o negócio cresceu em dois anos.

“Agora trabalhamos com youtubers, instagrammers, bloggers e mesmo influenciadores. Temos 2128 influenciadores só em Portugal; 5000 em todo o mundo. Temos clientes em cinco países: Portugal, Espanha, França, Brasil. Mais do que retorno de imagens, queremos tornar-nos um ponto de encontro de influenciadores e marcas. Nos próximos meses também vamos incluir agentes e fotógrafos”, antecipa Manuel Albuquerque.

Reforço de pessoal

A ronda de investimento também vai permitir à Primetag contratar pelo menos 10 pessoas nos próximos meses para os escritórios de Santo Amaro de Oeiras e de Espanha. No escritório português serão contratadas sete pessoas, que vão trabalhar numa penthouse com vista para o mar. No escritório do país vizinho serão recrutadas pelo menos cinco pessoas. Engenharia, produto e design serão as posições abertas nos dois países.

O Dinheiro Vivo escreveu sobre a Primetag em abril de 2015. Recorde aqui a nossa reportagem para os Fazedores.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Francisco Pedro Balsemão, CEO do grupo Impresa. Foto: DR

Impresa.Reestruturação já atingiu 20 trabalhadores. E chegou ao Expresso

PCP

Subsídios por duodécimos no privado também acabam em 2018

Turistas no novo terminal de cruzeiros de Lisboa, Santa Apolónia. Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Instituto alemão prevê boom na construção em Portugal até 2020

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Primetag consegue 1,3 milhões de euros em capital de risco