Governo já aplicou 90% das medidas previstas na estratégia Startup Portugal

Na próxima semana serão pagos os primeiros startup vouchers e, ainda este mês, também os primeiros vales de incubação.

O secretário de estado da indústria avançou esta quarta-feira que quase todas as medidas do Startup Portugal já foram aplicadas. "Neste momento estamos com uma taxa de execução de quase 90%", afirmou João Vasconcelos na cerimónia de inauguração do Espaço Enter, a incubadora da Portugal Telecom.

O Startup Portugal, cujo lançamento fará um ano no próximo mês, é a estratégia do Governo de apoio ao empreendedorismo e prevê o estabelecimento da Rede Nacional de Incubadoras, tornar o país numa zona tecnológica franca, promover a inovação no Estado, com o Startup Simplex, e criar uma estratégia de emprego assente na criação de negócios próprios.

Por outro lado, com esta iniciativa, o Executivo pretende também apoiar as startups, levando-as a eventos nacionais, internacionais e oficiais e ajudar com financiamento através de apoios ao investimento, criando um regime fiscal mais favorável, e ajudando todos aqueles que têm ideias inovadoras, através de programas como o Momentum, para jovens recém-licenciados, o startup voucher e o vale incubação.

"Na próxima semana serão pagos os primeiros startup vouchers a quase 500 empreendedores sem possibilidades financeiras, que nos vieram apresentar ideias de negócio. Também neste mês pagamos os primeiros vales de incubação. São 120 empresas que serão incubadas na rede nacional de incubadoras, que foi criada entretanto, que visa essencialmente orientar as pessoas que criaram um negócio, num ambiente de empreendedorismo", explicou o secretário de estado.

João Vasconcelos adiantou que o Governo teve que apostar numa estratégia clara de empreendedorismo porque "um governo, um país, uma cidade que não o faça está a desistir do futuro, do emprego e da inovação".

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de