startups

Governo quer criar ‘Zona Franca Tecnológica’ (e mais 14 medidas)

João Vasconcelos, secretário de Estado da Indústria. Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens
João Vasconcelos, secretário de Estado da Indústria. Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens

João Vasconcelos ambiciona que Portugal esteja na linha da frente da inovação tecnológica

O Governo apresentou esta terça-feira a StartUP Portugal. Esta é a estratégica nacional de empreendedorismo para 2016, ano que vai ficar marcado, entre outros, pela realização do Web Summit em Lisboa. Há 15 medidas no âmbito deste programa, entre as quais, a transformação de Portugal numa Zona Franca Tecnológica.

“Pretendemos que Portugal promova alterações em leis para testar versões piloto de vários objetos para atrair empresas, investigadores e centros de desenvolvimento”, explica João Vasconcelos ao Dinheiro Vivo. O secretário de Estado da Indústria dá o exemplo dos carros autónomos, das fintech,, (startups tecnológicas), do turismo e da biomédica como áreas potenciais para atrair novas empresas para o país.

“Queremos colocar Portugal na primeira divisão das tecnologias”, ambiciona o secretário de Estado da Indústria.

Leia aqui. Portugueses entre os menos interessados em usar carros sem condutor

Em cada um dos sectores será criado um grupo de trabalho para promover mudanças na legislação que possam tornar Portugal num país pioneiro e palco de testes para novas tecnologias.

Mas esta é apenas uma das 15 medidas do StartUP Portugal. A promoção das startups portuguesas nos maiores eventos tecnológicos do mundo e a regulamentação de novas formas de financiamento, como o equity crowdfunding, que aguarda a publicação da parte da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e peer-to-perr (P2P), são outras das propostas.

Leia aqui. Tem uma ideia para modernizar o Estado? O Startup Simplex já arrancou

A estratégia nacional do empreendedorismo também quer lançar várias linhas de co-financiamento com Business Angels e capitais de risco, além de lançar uma rede nacional de incubadoras e criar uma aceleradora portuguesa de referência. Em suma, expandir a estratégia da Startup Lisboa para todo o país.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

CML admite comprar 11 prédios da Segurança Social

Emissão de dívida do Benfica foi a menos concorrida de sempre

Os países da OPEP vão produzir mais petróleo. Fotografia: D.R.

Petróleo perde mais de 4,65%

Outros conteúdos GMG
Governo quer criar ‘Zona Franca Tecnológica’ (e mais 14 medidas)