Grupo Sonae em consórcio europeu à procura das melhores startups de dados

Através da unidade de investimento em startups Bright Pixel e da Sonae MC, grupo da Maia integra consórcio Reach, com orçamento total de 3,5 milhões de euros.

O grupo Sonae entrou no consórcio europeu Reach e está à procura das melhores startups com soluções baseadas em dados. O grupo da Maia integra esta iniciativa através da unidade de investimento Bright Pixel e da Sonae MC (dona do Continente).

3,5 milhões de euros de orçamento para os próximos três anos e meio e cada startup poderá arrecadar até 120 mil euros. O programa Reach é uma evolução do European Data Incubator, promovido ao abrigo do Horizonte 2020 e do qual a Sonae MC já fazia parte.

A Bright Pixel é uma das 10 entidades que será responsável pela incubação e aceleração das startups. Este apoio contempla as fases da "ideação, experimentação, e desenvolvimento de produtos ou de protótipos", detalha ao Dinheiro Vivo um dos administradores da Bright Pixel, Benjamin Júnior.

Esta unidade investimento também será responsável pelo recrutamento das startups para o programa Reach.

"Vemos este projeto como uma oportunidade de promover sinergias e impulsionar a criação de startups disruptivas com soluções baseadas em dados que, de outra forma, poderiam não ter condições favoráveis para ter sucesso e que têm potencial para resolver necessidades de mercado já identificadas ou dar origem a produtos/serviços versáteis e modelos de negócio inovadores", detalha o administrador da Bright Pixel.

A Sonae MC será uma das nove empresas responsável por fornecer dados às startups que quiserem entrar neste programa. As bases de dados da dona do Continente serão cruciais para as startups criarem soluções personalizadas.

"Apesar de possuir conhecimento interno substancial, a experimentação de novas tecnologias e a inovação sempre assumiram uma importância central na empresa. Nesse sentido, qualquer produto/serviço disruptivo que esteja estreitamente relacionado com as áreas de data science poderá ser crucial para o negócio", justifica Benjamin Júnior.

As startups que quiserem inscrever-se neste programa já devem contar com um produto ou serviço "minimamente estruturado e que esteja ligado às áreas de data science."

(Notícia corrigida às 10h05: A Sonae MC é que já fazia parte do European Data Incubator e não a Bright Pixel, como erradamente foi escrito na versão original deste artigo.)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de