GuestReady: Plataforma volta às compras e fica com a The Porto Concierge

A GuestReady tem uma plataforma de gestão de alojamentos de curta duração. Adquiriu a The Porto Concierge e com isso duplica investimento em Portugal.

Nasceu na Suíça em 2016 e nem a pandemia lhe trava a vontade de crescer. A GuestReady, uma empresa com uma plataforma gestão de arrendamento de curto prazo, comprou a The Porto Concierge, a maior firma de gestão da Airbnb em Portugal. Os valores da operação não são conhecidos, mas Alexander Limpert, cofundador e CEO da GuestReady, admite que a compra da startup lusa - que era a líder de mercado na gestão de propriedades para alojamento local na área do Grande Porto e litoral norte, com mais de 600 imóveis - vai levar a uma duplicação do investimento em Portugal.

"Lançámo-nos em 2016 e tivemos quatro anos de crescimento intenso. Terminámos o primeiro ano com 40 propriedades sob a nossa gestão, 200 no segundo ano, 700 no terceiro e 2500 no quarto ano. Isto foi possível através do crescimento nos mercados em que estávamos, lançamento em novos e através da realização de algumas aquisições estratégicas (The Porto Concierge é a nossa quinta aquisição até ao momento", diz ao DV Limpert.

Portugal e a GuestReady têm uma relação já de alguns anos, com a empresa a começar a operar em Lisboa e no Porto desde 2018. O boom do turismo à escala mundial alimentou o negócio até à pandemia. Mas nem o novo coronavírus travou a expansão da startup helvética. O empreendedor não esconde que, depois das receitas triplicarem entre 2018 e 2019, "vimos as nossas receitas caírem 80% quase da noite para o dia na primavera de 2020" devido à pandemia. O caminho passou desde então por repensar os processos, bem como inovar e automatizá-los sempre que possível.

"Desde então o negócio recuperou e esperamos estar no caminho certo para termos níveis de receita pré-covid já neste ano", diz. "Esperamos que, devido às mudanças no comportamento dos consumidores e do teletrabalho, a procura por soluções de habitação flexíveis vá aumentar fortemente no futuro. Já temos muita procura de hóspedes locais que procuram soluções de residência mais flexíveis ou nómadas digitais que podem trabalhar a partir de qualquer local e Portugal é onde observamos mais esta tendência", acrescenta.

O turismo foi um dos setores mais afetados pela crise gerada pela covid-19. O alojamento local, uma das possibilidades para os turistas pernoitarem, conheceu em Portugal um forte crescimento nos últimos anos. Mas a falta de procura, levou alguns a uma mudança no negócio. Recentemente, o líder da Associação do Alojamento Local em Portugal indicou que a ausência de turistas tinha aberto a porta a arrendamentos a nómadas digitais e de médio prazo.

Com a aquisição da empresa nacional, assume Alexander Limpert, "duplicamos o nosso investimento em Portugal ao juntar forças com The Porto Concierge. Tornámo-nos nos líderes em Portugal na gestão de aluguer de curta duração e cimentamos a nossa posição de liderança na Europa. Ao nível global, Portugal vai agora representar aproximadamente um terço do nosso portefólio sob gestão".

O crescimento orgânico continua a ser uma das ambições da GuestReady. Sem levantar o véu sobre futuras aquisições, o CEO admite que desde 2019 começaram a desenvolver parcerias com gestores de propriedades "em pequenos mercados onde não planeamos expandir sozinhos". "Em Portugal temos essas parcerias no Alentejo e nos Açores", acrescenta.

Em termos de financiamento, a GuestReady captou 2,4 milhões de euros em 2020 através de uma campanha de crowdfunding. "Temos a intenção de crescer mais em 2021 o nosso negócio e começar a planear uma série B maior", diz o cofundador. "Temos ambições maiores e vamos ter de aumentar a equipa para as alcançar. Agora, estamos encantados por receber os 49 funcionários da The Porto Concierge, assumindo tanto posições em Portugal como no mundo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de