Hub Criativo do Beato

Hub do Beato: “Não queremos que nos confundam com centro de escritórios”

Miguel Fontes é o diretor da Startup Lisboa.
(Diana Quintela /Global Imagens)
Miguel Fontes é o diretor da Startup Lisboa. (Diana Quintela /Global Imagens)

Despesas das obras nos edifícios neste espaço serão repartidas entre a Câmara de Lisboa e as entidades que instalarem-se no Beato

Foi apresentado esta terça-feira o Hub Criativo do Beato, o mega hub empreendedor com 35 mil metros quadrados que começará a receber os primeiros ocupantes até ao final de 2018. Na sessão de apresentação, Miguel Fontes, da Startup Lisboa, a incubadora que vai dinamizar este espaço, salientou a particularidade deste local.

“Não queremos que nos confundam com qualquer zona de escritórios”, assinalou o diretor executivo da incubadora durante a apresentação. “Queremos proporcionar condições para que as startups cresçam connosco e possam manter-se no ecossistema empreendedor dinamizado pela Startup Lisboa”.

Miguel Fontes recordou que a ideia da construção do Hub Criativo do Beato partiu do próprio presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina. “O impacto da Web Summit não se poderia esgotar em si próprio. Lisboa tinha de ter conjunto de equipamentos para posicionar Lisboa como cidade aberta, criativa, empreendedora e inovadora.”

Leia aqui: Factory chega a Lisboa e instala-se no Hub Criativo do Beato até final de 2018

Com a apresentação do Hub Criativo do Beato esta terça-feira, deverão iniciar-se, daqui a algumas semanas, as primeiras obras de reabilitação pelos 20 edifícios da antiga manutenção militar. As despesas serão repartidas entre o município – que vai tratar das ligações de água e esgotos e da instalação das redes telefónicas – e as entidades promotoras – que vão tratar das obras de reabilitação dos espaços.

Miguel Fontes adiantou ainda que será criado um “espaço museológico em parceria com a EGEAC”, a entidade cultural da cidade de Lisboa, para “não só valorizar património museológico como também dar nova capacidade de se conhecer o país e a cidade”.

Com 35 mil metros quadrados, o espaço da antiga manutenção militar foi concessionado pelo Exército ao Município de Lisboa por um período de 50 anos e pretende tornar-se num dos maiores hubs de empreendedorismo a nível europeu.

Depois das intervenções necessárias, espera-se que o Hub Criativo do Beato possa receber cerca de 3 mil pessoas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno mantém crescimento de 1,9% este ano. Acelera para 2% no próximo

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Dívida pública desce mais devagar do que o previsto

desemprego Marcos Borga Lusa

Taxa de desemprego nos 5,9% em 2020. A mais baixa em 17 anos

Outros conteúdos GMG
Hub do Beato: “Não queremos que nos confundam com centro de escritórios”