empreendedorismo social

Impact Hub chega a Lisboa para apostar em projetos sociais

Impact Hub Lisbon está instalado dentro do Museu da Carris. Fotografia: DR
Impact Hub Lisbon está instalado dentro do Museu da Carris. Fotografia: DR

Impact Hub vai ficar instalado no Museu do Carris na sala onde antes almoçavam os funcionários da empresa de transportes

É uma mistura entre incubadora e aceleradora de projetos com um espaço de coworking (espaço de trabalho partilhado). Chama-se Impact Hub e foi finalmente apresentado oficialmente esta terça-feira em Lisboa, quase um ano depois do anúncio da entrada em Portugal, feito em fevereiro.

O Impact Hub vai ficar instalado no Museu do Carris na sala onde antes almoçavam os funcionários da empresa de transportes. É num espaço de 500 m2 que estarão, inicialmente, 60 projetos de “empreendedorismo com impacto social e ambiental” em Portugal, como descreveram Filipe Portela, lead entrepreneur, e Gonçalo Teixeira, diretor-geral para Portugal. O espaço poderá crescer para os 1300 m2 nos próximos meses.

Provisoriamente instalado na zona do Príncipe Real, o Impact Hub Lisbon é um espaço de cowork, escritórios privados e lounge e inclui salas de reuniões e um espaço para eventos. Os preços vão variar entre os 3 euros por hora e os 380 euros por mês, conforme as necessidades de espaço. Há espaço para 180 postos. Quem não tiver capital para lançar o seu projeto pode receber o apoio de um mecenas, que poderá apadrinhar

A organização nascida em Londres em 2005 já conta atualmente na capital portuguesa com vários programas de aceleração em áreas como a saúde e que criem impacto junto da comunidade. Neste âmbito, está a ser preparado um “projeto para capacitar grupos de risco”, que pode servir para a “promoção de ideias de negócio ou a criação de postos de trabalho”, assinalou Gonçalo Teixeira no encontro de apresentação com os jornalistas.

Portas abertas

Com presença em mais de 80 cidades em todo o mundo, o Impact Hub quer reforçar a comunidade de fazedores de Portugal e mostra-se aberta a vários tipos de propostas. “Tanto podemos receber projetos na área social e ambiental como até podemos ter entidades com elevados lucros e impacto social na comunidade”, salientou o diretor-geral da organização para Lisboa.

O Impact Hub Lisbon também mostra abertura para receber projetos do estrangeiro e para trabalhar com empresas como a Bosch e a Booking.com.

Abertura no Porto

Além do arranque das operações em Lisboa, o Impact Hub pretende abrir um espaço semelhante no Porto em 2018, tendo constituído uma equipa para procurar vários espaços nesta cidade. Está ainda prevista a abertura de uma escola num “formato não tradicional”.

Inicialmente, o Impact Lub Lisbon iria funcionar num antigo armazém abandonado e recuperado na zona Beato-Marvila e iria ocupar perto de 3000 m2. Só que este local acabou por ser excluído pelos responsáveis do projeto para a capital de Lisboa.

Lançado em 2005 em Londres, o conceito Impact Hub já viu nascerem 1200 startups e permitiu a criação de 3500 postos de trabalho a tempo inteiro; conta com 15 mil membros a nível mundial em 80 cidades.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE, João Proença, durante a sua audição na Comissão de Saúde, na Assembleia da República, em Lisboa, 27 de fevereiro de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

ADSE já enviou novas tabelas de preços aos privados para negociação

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Impact Hub chega a Lisboa para apostar em projetos sociais