ScaleUp Porto

“Incineradora” de startups e sete outros projetos apoiados pela ScaleUp Porto

A zona histórica e a Baixa do Porto são as zonas que mais têm atraído investidores. Fotografia: D.R.
A zona histórica e a Baixa do Porto são as zonas que mais têm atraído investidores. Fotografia: D.R.

Cada projeto irá receber, no máximo, 10 mil euros, num programa que conta com um orçamento total de 70 mil euros.

De uma “incineradora” de startups aos prémios para as melhores fazedoras do país. Estas são duas das iniciativas que vão receber o apoio do município do Porto, ao abrigo da estratégia Scaleup Porto. Cada projeto irá receber, no máximo, 10 mil euros, num programa que conta com um orçamento total de 70 mil euros.

Em 2018, deram entrada 57 candidaturas, mais sete do que em 2017. No ano passado, os oito eventos apoiados pelo ScaleUp Porto envolveram mais de 1600 pessoas em toda a cidade.

Conheça abaixo os oito projetos que vão contar com apoio do município, de acordo com a nota de imprensa publicada:

Incinerator – Founders Founders

Projeto que promete dar um fim digno às startups portuguesas e tornar acessível o conhecimento e as aprendizagens conquistados pelos seus fundadores durante o seu tempo de vida. Serão realizados vários eventos filmados onde um fundador de uma startup que falhou fala sobre o seu caso de insucesso e conta a sua história. Pretende-se que o Porto seja a cidade onde falhar é encarado como uma etapa num processo, e onde os empreendedores que falham se sentem confortáveis para partilhar a sua história. Esta partilha permitirá mitigar riscos futuros, construindo um ecossistema mais sólido.

INESC TEC – Leveraging Intellectual Property Strategy for Scale-up

Os Direitos de Propriedade Intelectual (DPI) desempenham um papel central na economia e de acordo com os indicadores de DPI internacionais, há uma lacuna de consciência e conhecimento sobre o uso estratégico dos DPI no negócio, especificamente na área das TIC. Com esta atividade, que se traduz em dois eventos, o INESC TEC pretende sensibilizar as empresas para os DPIs e alavancar a utilização de tais DPIs na estratégia de negócio. O primeiro evento – “IPforBusiness – IP Training Roadshow for Innovation Support” – é um workshop mais geral que oferece uma visão aprofundada sobre DPIs. O segundo – “Boosting Intellectual Property for ICT/IoT – Porto Conference” – será um evento inédito no Porto para reunir empresários e empreendedores com os principais especialistas em Propriedade Intelectual de empresas internacionais de referência.

Portuguese Women in Tech AwardsPress Play

Uma celebração do ecossistema empreendedor nacional, com especial atenção para as mulheres que dele fazem parte. Alinhado com a visão da comunidade Portuguese Women in Tech, serão premiadas as empreendedoras nacionais que mais se destacam em diversas áreas, num processo com a contribuição do ecossistema que culmina num evento de entrega destes prémios. Com esta atividade serão potenciadas ligações e a visibilidade da comunidade empreendedora no feminino, promovendo o equilíbrio no Porto.

OPO.network – Porto Communities Network, 4 Meetups focusing on JavaScript, Design and Marketing – Made With Moxy

Com uma série de encontros, o OPO.network tem como objetivo reunir comunidades criativas, promover iniciativas que criem conscientização, conhecimento e oportunidades, com foco em JavaScript, Design e Marketing.

DSPT Day 2018 – DSPT – Associação Portuguesa de Ciência de Dados

Um dia de networking e partilha de conhecimentos sobre Ciência de Dados que pretende contribuir para que a região do Porto seja um polo de referência em Ciência de Dados. Será promovida a partilha de informação e experiências entre entusiastas de Ciência de Dados, assim como proporcionar intercâmbio entre startups, instituições e associações nacionais e internacionais, cuja atividade se desenvolva em áreas relevantes para as diferentes disciplinas inseridas em Ciência de Dados criando, assim, oportunidades de networking.

BISTAS LARGAS – para ver mais do que o óbvio – CINTESIS – Universidade do Porto – FMUP

Para criar novos conhecimentos, soluções ou produtos através da investigação, apurar novas ideias de negócio e aprofundar as variáveis tecnológicas e de mercado relevantes para a criação de uma nova empresa, não basta focar apenas nas áreas nucleares, como planos de negócio e fontes de financiamento. É necessário investir também em zonas periféricas, menos visíveis, frequentemente esquecidas, mas que protegem e/ou potenciam o novo negócio. É a pensar na melhoria das competências “satélite” dos empreendedores/inovadores na área da Saúde que o CINTESIS vai organizar um conjunto de três sessões de formação e discussão interativas dedicadas às áreas da Propriedade Intelectual, da Regulamentação/Certificação e da Comunicação. No âmbito desta iniciativa, serão criados manuais nas três áreas mencionadas (Propriedade Intelectual, Regulamentação/Certificação e Comunicação), a serem distribuídos pelos participantes e junto de diferentes stakeholders da cidade do Porto.

NinjaChallenge – Jscrambler

O Ninja Challenge é uma competição online de hacking que vai procurar os melhores programadores de JavaScript. A competição consistirá em dois fins de semana intensos de JavaScript hacking que culminará com a premiação dos vencedores.

Tomorrow Summit – Federação Académica do Porto

Com esta nova atividade denominada Tomorrow Summit, a FAP deixa patente a vontade de apostar na inovação e tecnologia, procurando concretizar as intenções de abordagem destes temas. Querendo explorar este papel e esta visão da Academia para o futuro, idealiza-se um evento que, adotando um modelo organizacional aclamado (Summit), possibilite que se discutam questões, apresentem ideias e se iniciem projetos que afirmem qual a resposta da Academia em relação ao amanhã. Pretende-se que os estudantes encontrem na Tomorrow Summit uma plataforma de oportunidades ímpar e com condições verdadeiramente potenciadoras das suas ideias, bem como implementar sessões preparatórias e pré-eventos com um cariz de desenvolvimento de projetos/ideias, finalizando o seu percurso no evento principal junto das empresas que os possam mais tarde acolher.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Futebol

O 11 mais valioso da liga não chegava para pagar as obrigações das SAD

Entrevista TSF / Dinheiro Vivo a Henrique Santos.
(Adelino Meireles/ Global Imagens)

Henrique Santos: “Empresas que violam dados não deviam ter aberto portas”

Fonte: Comissão Europeia

“É difícil prever quanto dinheiro irá para os hospitais”

Outros conteúdos GMG
“Incineradora” de startups e sete outros projetos apoiados pela ScaleUp Porto