fazedores

Infraspeak chega a África e Médio Oriente com parceiros

Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR
Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR

Plataforma de gestão de manutenção do Porto entra nos mercados de África do Sul, Botswana e Emirados Árabes Unidos com novo modelo de expansão.

Depois da Europa e da América do Sul, a Infraspeak abraça as regiões de África e do Médio Oriente. A plataforma de gestão de manutenção de edifícios do Porto vai entrar na África do Sul, Botswana e Emirados Árabes Unidos. Isto será possível graças a contratos de distribuição com parceiros locais, ao abrigo do novo programa, o Infraspeak Partners.

“O programa Infraspeak Partners permite-nos encontrar e fechar parcerias com empresas ambiciosas e empreendedoras que pretendam levar a inovação da Infraspeak para os seus mercados. Por conhecerem bem as necessidades, os problemas e as abordagens adequadas aos seus respetivos mercados, os parceiros permitem uma mais rápida penetração”, explica Felipe Ávila da Costa, co-fundador e líder da startup, em nota de imprensa enviada esta quarta-feira.

Até agora, a Infraspeak já recebeu nove candidaturas para o programa de parceiros. Apenas aceitou duas, que participaram num processo intensivo de formação na sede da startup nas últimas semanas.

No Médio Oriente, a representação da Infraspeak ficará a cargo do grupo AHM, com sede no Dubai, e que desde 1981 apoio o desenvolvimento de negócio. Em África, a distribuição da Infraspeak ficará a cargo da consultora Pivotal.

A Infraspeak, depois deste anúncio, passa a estar disponível em sete países: Portugal, Espanha, Reino Unidos, Botswana, África do Sul e Emirados Árabes Unidos.

A startup do Porto recebeu em outubro uma ronda de investimento de 1,6 milhões de euros. Nos próximos meses deverá anunciar a entrada no mercado francês e fechar a contratação de mais de 20 pessoas para a equipa.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

(Gustavo Bom / Global Imagens )

Englobamento agrava IRS para rendimentos ‘protegidos’ pelo mínimo de existência

Salvador de Mello
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Saúde não pode andar “ao sabor de ventos políticos”

Outros conteúdos GMG
Infraspeak chega a África e Médio Oriente com parceiros