Infraspeak recebe 10 milhões em série A e contrata cerca de 100 em 2022

Solução para gestão de infraestruturas vai entrar nos mercados de França e Alemanha após nova injeção de capital.

A empresa de gestão de manutenção e de instalações Infraspeak recebeu 10 milhões de euros de investimento. A plataforma tecnológica fundada em 2015 no Porto anunciou a sua série A de financiamento nesta terça-feira. A contratação de cerca de 100 funcionários em 2022 e a entrada em novos mercados são os principais objetivos após a injeção de capital.

A operação foi liderada, em conjunto, pelas sociedades de capital de risco Indico Capital (Portugal) e Knight Capital (Países Baixos). Também acompanharam a série A os investidores Innovation Nest (Polónia) e Caixa Capital (Portugal).

A Infraspeak pretende entrar nos mercados da Alemanha, Áustria, Suíça e França e assim reforçar a sua presença na Europa.

Atualmente, a tecnológica do Porto conta, como clientes, com 500 empresas, gestores e prestadores de serviços, que utilizam a tecnologia portuguesa para gerir 50 mil edifícios em áreas como hospitalidade, saúde, educação e transporte. Siemens, Mitsubishi Electric, Ale-hop, Engie, Penguin FM, IHG Hotels, Hilton Hotels e Keppel Data Centres são alguns dos clientes em 17 países.

Atualmente, a equipa da Infraspeak conta com mais de 100 elementos, espalhados pelos escritórios de Portugal, Espanha, Reino Unido e Brasil. Em 2022, a empresa pretende chegar aos 200 trabalhadores, pelo que vai contratar cerca de 100 talentos ao longo dos próximos 12 meses.

"O futuro do software de gestão de instalações passa pela flexibilidade, inteligência e a integração, por forma a permitir a cada equipa adaptar o software às suas operações e permitir a capacidade para transformar, proativamente, os milhares de dados recolhidos por dia em ações, tanto para a gestão como para as equipas técnicas. Esta integração permite que as pessoas, processos, sensores e software comuniquem de maneira eficaz uns com os outros. A Infraspeak é a única plataforma que consolida todas as ferramentas operacionais e workflows numa única solução, e este é apenas o começo.", explica Felipe Ávila da Costa, co-fundador e CEO da Infraspeak, citado em comunicado.

"A digitalização de um setor que ainda depende de soluções ultrapassadas para operar foi a oportunidade que nos fez apoiar a Infraspeak desde o primeiro dia. A rápida adoção de soluções digitais, na pós-pandemia, pela indústria de gestão de instalações, agregada a um produto francamente único globalmente, dá-nos a segurança necessária para continuar a apoiar a empresa", destaca o líder da Indico Capital, Stephan Morais.

"A indústria de gestão de instalações representa um mercado extenso mas pouco explorado pelas startups tecnológicas. A Infraspeak, enquanto maior inovador europeu no ramo, conseguiu criar um sistema operativo que permite à indústria atuar sobre os seus objetivos de transformação e os seus objetivos de sustentabilidade (ESG), ao digitalizar a linha da frente do trabalho. Estamos muito satisfeitos em apoiar a empresa, e acreditamos num futuro em que o ecossistema da gestão de instalações colabora integralmente através da Infraspeak," nota Arthur Nobel, sócio da Knight Capital.

Antes da série A, a Infraspeak já tinha angaridado um total de 4,6 milhões de euros em ronda seed (semente). A injeção de capital foi dividida em duas fases: 1,6 milhões de euros em outubro de 2018 e três milhões de euros em outubro de 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de