Investimento

Infraspeak recebe investimento de 1,6 milhões para apostar em novos mercados

Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR
Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR

A startup do Porto está a contratar mais 10 pessoas para a sua equipa e vai expandir operações para Espanha, França e Reino Unido.

A Infraspeak acabou de fechar uma ronda de investimento de 1,6 milhões de euros. A startup do Porto que conta com uma plataforma de gestão de manutenção e operações técnicas vai usar este montante para apostar em novos mercados e vai ainda reforçar a sua equipa, comunicou a empresa em nota enviada às redações este domingo. Vários investidores internacionais participaram nesta operação.

“Após três anos focados no desenvolvimento do produto, na aquisição de clientes de referência e na criação de uma equipa da qual nos orgulhamos, chegou a altura de ambicionar novos voos. Fomos atrás dos parceiros certos para levar a Infraspeak para mais mercados internacionais e não podíamos estar mais orgulhosos de ter alguns dos melhores investidores do mundo a apoiar-nos neste projeto”, destaca Felipe Ávila da Costa, co-fundador e CEO da startup, citado em nova de imprensa.

O novo investimento da Infraspeak contou com a ajuda de vários fundos internacionais. Os chineses da Tencent, os britânicos da Firstminute Capital (que pertence ao grupo Atomico), os polacos do Innovation Nest e os brasileiros da Construtech Ventures. A Caixa Capital e a 500 Startups reforçaram a sua presença nesta startup portuguesa

Este reforço de capital vai permitir a expansão das operações da Infraspeak a países como Espanha, França e Reino Unido. E serão contratadas pelo menos mais 10 pessoas, avança a plataforma do Porto, que tem as vagas abertas através desta página.

Fundada em 2015, a plataforma da Infraspeak gere a manutenção de 18 000 edifícios em seis países e é capaz de processar sete milhões de operações. Lufthansa, Vila Galé, Sheraton, Salvador Caetano e Domino’s Pizza são alguns dos mais de 120 clientes, em seis países da plataforma portuguesa, que anteriormente já tinha arrecadado 250 mil dólares de financiamento (213 mil euros).

No final de setembro, a startup sedeada na associação Founders Founders lançou o Infraspeak Market, produto onde é possível encontrar mais de 500 fornecedores de serviços de manutenção de equipamentos ou assistência técnica. O sistema já está a funcionar em cinco países e vai chegar a mais dois mercados até ao final deste ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva  (A. LOPES/LUSA)

Percentagem de trabalhadores com salário mínimo recuou no 2º trimestre

A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Teodora Cardoso acusa Centeno de “falta de transparência” no orçamento

Fotografia: REUTERS/Darrin Zammit Lupi

Juncker: “Não temos de agir como a Caritas em relação a África”

Outros conteúdos GMG
Infraspeak recebe investimento de 1,6 milhões para apostar em novos mercados