moda

Josefinas põe à venda as sabrinas mais caras do mundo

Josefinas Sal Azul Persa são adornadas com uma joia de ouro e topázio azuis, criada à mão por mestres joalheiros portugueses.
Josefinas pôs hoje à venda as sabrinas mais caras do mundo, a joia da coroa e o último modelo da coleção Mil e Uma noites, apresentada na semana passada."> Josefinas Sal Azul Persa são adornadas com uma joia de ouro e topázio azuis, criada à mão por mestres joalheiros portugueses.

São as sabrinas mais caras do mundo e são portuguesas. A marca de sabrinas Josefinas pôs hoje à venda as sabrinas mais caras do mundo, a joia da coroa e o último modelo da coleção Mil e Uma noites, apresentada na semana passada.

Com solas e palmilhas em pele natural, as Josefinas Sal Azul Persa são adornadas com uma joia de ouro e topázio azuis, criada à mão por mestres joalheiros portugueses. “São mais uma forma de fazermos, através de coisas simples, coisas extraordinárias”, explica Maria Cunha, uma das fundadoras da marca, ao Dinheiro Vivo.

O lançamento destas sabrinas, que custam 3369 euros, é mais um dos passos que integram a estratégia da empresa, criada em 2013.

Leia mais: Josefinas, o colo da avó num par de sabrinas

O modelo, inspirado “na rareza e beleza do sal azul persa recolhido apenas no Irão”, pode viajar para todo o mundo dentro de uma caixa “digna de joia”. No entanto, Maria confessa: “Gostava que o primeiro par vendido fosse comprado por portugueses. Provavelmente haverá pessoas que não vão compreender mas queremos continuar a fazer de cada peça uma joia. Cada par de sabrinas é muito mais do que apenas um par de sabrinas: é um manifesto de homenagem aos sapatos feitos à mão.”

Criada há dois anos, o mercado internacional assegura cerca de 30% das vendas da Josefinas. Estados Unidos, Austrália, Canadá e Reino Unido são os mercados mais importantes a seguir a Portugal.

A estratégia de crescimento continuará a passar pelo mercado externo onde os modelos “bege Verão” e “Rainha de Copas” são os maiores sucessos de vendas. A garantia de que a estratégia de desenvolvimento de coleções mais exclusivas a par dos modelos clássicos dá frutos. “Vamos continuar a demonstrar a nossa capacidade de inovar numa sabrina”, assegura Maria.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Munique está no primeiro lugar das cidades com maior projeção profissional. (DR)

Turistas portugueses ‘descobriram’ a Alemanha

Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu. REUTERS/Kai Pfaffenbach

BCE discutiu pacote de medidas para estimular economia na reunião de julho

Hotéis de Lisboa esgotaram

“Grandes” eventos impulsionaram aumento dos preços na hotelaria em junho

Outros conteúdos GMG
Josefinas põe à venda as sabrinas mais caras do mundo