Desporto

Kick UP Sports: Estádio da Luz vai acelerar dez startups do desporto

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens
Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Desempenho desportivo e saúde, ativação dos fãs e gestão de infraestruturas e operações serão as áreas desenvolvidas em conjunto com as startups

O Estádio da Luz vai ser a sede do primeiro programa de aceleração dedicado à área do desporto e da saúde. O programa internacional KickUP Sports Innovation vai escolher 10 projetos para, durante 12 semanas, desenvolverem o modelo de negócio. Procuram-se startups ou projetos de investigação com até 500 mil euros de investimento e que ainda não tenham clientes. Quem entrar na fase de aceleração vai receber um investimento inicial de 10 mil euros.

“Queremos agregar o cluster do desporto em Portugal e juntar todo o tipo de empreendedores, atletas e universidades. Queremos atrair o maior talento nacional e internacional”, adiantou em conferência imprensa esta quarta-feira João Gonçalo Cunha, um dos principais responsáveis por este programa de aceleração.

Com o desporto como tema central, há três áreas que serão desenvolvidas no âmbito deste programa de aceleração: desempenho desportivo e saúde – melhoria de rendimento dos atletas; ativação dos fãs e entretenimento e media, para melhorar relação com fãs; gestão de infraestruturas e operações.

As inscrições estão abertas até 12 de março a partir desta página. A 26 de março, 20 startups serão contactadas para integraram um bootcamp de quatro dias, no Estádio da Luz, que arranca a 7 de abril. Poucas semanas depois, a 24 de abril, arranca o programa de aceleração, com a duração de 12 semanas. A sessão final de demonstração (demo day) está prevista para 11 de julho.

  • Tiago Domingos, da Moblabs; Fernando Sousa, da Videobserver; Pablo Venture, do Arangurenk-Fund; e Sean Dunne, do Kreos Capital, são os quatro mentores já conhecidos deste projeto.
  • Benfica aberto a investimento

O Benfica é um dos principais parceiros deste programa: além do Estádio da Luz, está disponível para ceder espaços como o centro de estágios do Seixal e os pavilhões das modalidades para as startups selecionadas desenvolverem os projetos ao longo das 12 semanas de aceleração. O clube da Luz também é uma das entidades que vai contribuir para o financiamento inicial de 10 mil euros.

Mas as expetativas são maiores. Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do clube, pretende que o Benfica seja um dos primeiros clientes de cada uma das startups e não fecha a porta a mais investimento após o fim do programa: “se houver projetos que justifiquem investimento, o Benfica poderá ter uma participação mais forte”.

(Notícia atualizada às 12h59 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Francisco São Bento, presidente do SNMMP. Foto: Sara Matos/Global Imagens

Cinco momentos chave numa greve de sete dias

Primeiro-Ministro, António Costa (Pedro Granadeiro / Global Imagens)

António Costa: Fim da “crise energética” a partir da meia-noite

(DR)

Banca europeia perde milhões em Bolsa. Espera-se nova onda de fusões

Outros conteúdos GMG
Kick UP Sports: Estádio da Luz vai acelerar dez startups do desporto