Investimento

Lionel Richie investe em startup de médicos ao domicílio

Lionel Richie lançou o mais recente álbum em 2012. Fotografia:   REUTERS/Mario Anzuoni
Lionel Richie lançou o mais recente álbum em 2012. Fotografia: REUTERS/Mario Anzuoni

Com amigos como Elon Musk, Richie conta que o investimento em startups ocupa-lhe cada vez mais tempo

Lionel Richie é a mais recente figura pública a investir em startups. O músico norte-americano juntou-se a um conjunto de investidores de Los Angeles e apostou na Heal, uma empresa que desenvolveu uma aplicação para chamar médicos ao domicílio através do smartphone.

O cantor de êxitos como “Hello” ou “All Night Long” justificou o investimento com a qualidade do serviço e recordou a infância, em Tuskegee, no estado do Alabama. “Se nasces e cresces no Alabama, numa pequena comunidade, conheces todos os doutores e enfermeiras. Ninguém diz para chegar ao consultório às oito em ponto e esperar por alguém”, refere o cantor em declarações ao portal TechCrunch.

Lionel Richie conta também como se deixou encantar pela ideia de Nick Desai, o fundador da Heal. “Quando eu conheci o Nick, ele disse ‘Aqui está a apresentação: queremos trazer de regresso os cuidados médicos acessíveis com doutores a virem a casa em menos de duas horas’ “. Ao que Richie respondeu: “Estás a brincar comigo? A partir daí, era uma questão de entender como poderia aproveitar isto. Ao perceber que eles tratavam da logística, vi logo que era uma ideia que adorava”.

Aos 68 anos, o cantor norte-americano não poderia estar mais envolvido no mundo tecnológico. Com amigos como Elon Musk, Richie conta que o investimento em startups ocupa-lhe cada vez mais tempo. “É o meu novo passatempo. Tenho uma escolha: devo jogar ténis ao fim de semana ou ligar aos meus amigos tecnológicos e perguntar-lhes o que há de novo?”.

Além disso, para investir em startups, Richie não precisa de ir muito longe. “Não preciso de sair de Los Angeles para encontrar grandes empresas. A inovação de Silicon Valley está a mudar-se para aqui. Essa inovação é a nova onda de criatividade. Não posso ajudar mas posso ser parte desse futuro.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Leilões de casas da câmara, na Rua da Aliança Operária n 28-30. (Orlando Almeida / Global Imagens)

Já se paga 12 meses à cabeça para conseguir arrendar casa

Mário Centeno. Fotografia: EPA/SHAWN THEW

Portugal tem este ano a maior redução de juros desde a adesão ao euro

António Costa, primeiro-ministro. Fotografia: EPA/David Fernandez

António Costa anuncia aumento do salário mínimo em 2019

Outros conteúdos GMG
Lionel Richie investe em startup de médicos ao domicílio