Web Summit

Lisboa confirmada como a casa da Web Summit durante mais 10 anos

A carregar player...

Está confirmado. Lisboa bateu cidades como Madrid, Valência e Londres e vai receber até 2028 o Web Summit.

A corrida foi longa. Quase como uma maratona. Mas, no final, Lisboa venceu. A capital portuguesa vai mesmo – tal como já tinha sido noticiado nesta terça-feira – ser a casa da Web Summit por mais uma década. O evento que nasceu em Dublin (Irlanda) – e que se transferiu para Lisboa em 2016 – vai ficar até 2028, confirmou o governo português e a organização, num evento que decorre esta quarta-feira em Lisboa, na Altice Arena.

“Ficar mais dez anos dá mais garantias”, disse Paddy Cosgrave, CEO da Web Summit. “Esta pode ser a decisão mais louca que tomei”, mas a longo prazo poderá ser a melhor. “No fim, o meu coração está em Lisboa, espero construir um futuro incrível aqui”.

Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, começou por dizer que: “Estava a pensar o que dizer e só me assalta uma palavra: ganhamos”. “Esta vitória tem muitos significados. Ganhamos uma competição com muitas cidades do mundo. Ganhamos porque fomos capazes de apresentar a melhor proposta”.

“O que nos hoje fazemos aqui, com esta decisão, é dar força ao setor moderno, que progredi e que puxa pelo melhor da economia. É um passo decisivo para que Lisboa seja a capital que todos ambicionamos”, acrescentou. O presidente da Câmara de Lisboa não esconde que a vinda do evento para Lisboa durante dez anos tem um “enorme impacto”. “Lisboa vai saber aproveitar para atrair investimento, nos serviços em particular nas áreas tecnológicas”.

(A Web Summit publicou este vídeo com Paddy Cosgrave sobre o anúncio)

A um mês da terceira edição do evento em Portugal, as autoridades nacionais e a Web Summit revelaram que a relação que os liga vai prolongar-se no tempo mais do que o esperado. Em Setembro de 2015, quando ambos os intervenientes anunciaram a vinda do evento para Lisboa, era suposto ficarem três anos (2016/2017/2018), com a possibilidade de dois anos adicionais. Agora, sabe-se que a relação vai mais longa, totalizando 13 anos.

Lisboa, 03/10/2018 - Cerim—nia sobre a organiza‹o da Web Summit em Lisboa, esta manh‹, 3 na Altice Arena com a presena do Primeiro Ministro Ant—nio Costa, do Presidente da CML Fernando Medina e do CEO da Web Summit Paddy Cosgrave. ( Sara Matos / Global Imagens )

( Sara Matos / Global Imagens )

Já era conhecido que Lisboa estava a negociar para manter o evento na capital, tendo a própria organização o confirmado. Mas não era única. Ainda assim, o governo fez questão de confirmar ao Dinheiro Vivo, em maio, que estava empenhado em manter o evento em Lisboa e que acreditava que a candidatura que ia ser apresentada era “forte, assente na capacidade de organização comprovada nas duas últimas edições, que permitiu à Web Summit atingir o patamar de sucesso e dimensão de que hoje goza”.

Quatro meses de negociações depois, chega a confirmação. Pelo caminho ficaram várias outras cidades, como Valência – que estava disponível para pagar um pacote de 17 milhões por ano, o que superava a fasquia dos 170 milhões a dez anos – Madrid, Paris, Londres e Munique.

Nos três primeiros anos, o evento em Lisboa contou com um apoio de 3,9 milhões de euros, 1,3 milhões de euros por ano, dado pelo Turismo de Portugal, Turismo de Lisboa e AICEP.

Web Summit - media partner
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
IMG_0868-min

Agricultura bate recordes no Alentejo. “Mais houvesse, mais se vendia”

Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Isaltino Morais “Nos próximos anos, Oeiras vai precisar de 12 500 engenheiros”

Aeroporto do Montijo 2

Portela+? Aquilo que separa os partidos, o Montijo não consegue unir

Outros conteúdos GMG
Lisboa confirmada como a casa da Web Summit durante mais 10 anos