Hub Criativo do Beato

Medina admite que Hub Criativo do Beato pode quadruplicar

Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )
Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa ( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Câmara de Lisboa está a negociar com o Exército a concessão de 100 mil metros quadrados da ala norte da antiga Manutenção Militar

O Hub Criativo do Beato poderá quadruplicar nos próximos anos e passar a ter mais 100 mil metros quadrados, em completamento aos atuais 35 mil metros quadrados. A Câmara Municipal de Lisboa está em negociações para ficar com a concessão da ala Norte da antiga Manutenção Militar, revelou esta terça-feira o presidente do município, Fernando Medina. A cedência deste espaço deverá ficar acordada ainda este ano e dar uma nova dimensão a este espaço na zona oriental da cidade.

Estamos a dialogar com o Exército e o Tesouro no sentido de podermos vir a usufruir desse espaço para desenvolvimento municipal e prolongar este projeto para Norte, até à linha férrea. Esperamos que o processo fique concluído durante este ano, o que nos vai permitir fazer o desenvolvimento do masterplano entre 2018 e 2019″, afirmou o autarca após a apresentação do projeto do Super Bock Group para o Hub Criativo do Beato.

Mas a ala Norte da antiga manutenção militar não será uma mera versão ampliada do Hub Criativo do Beato, assegura Fernando Medina. “O que vai nascer a norte não será exatamente a réplica [do Hub Criativo do Beato] porque tal não faria sentido. Faz sentido que isto seja visto de forma complementar a nível dos usos. A ala Norte terá novas valências que atualmente não existem na ala Sul.”

Fernando Medina assinala, por exemplo, que na ala Norte “existe um teatro com capacidade para 800 pessoas, que pode e deve ser renovado e qualificado e ser colocado ao serviço da cidade, em particular na zona oriental”. Este espaço também conta com uma creche, que “pode ser ampliada e alargada a outras valências de serviço de apoio à família” e “também há uma quinta, que pode ser usada como espaço de usufruição”.

A ala Norte, ainda assim, poderá permitir o “alargamento de espaços de coworking (trabalho partilhado) e de serviços”, remata o autarca.

O atual Hub Criativo do Beato conta com 35 mil metros quadrados, da ala Sul da antiga manutenção militar. Este espaço foi concessionado, em 2016, pelo Exército ao Município de Lisboa por um período de 50 anos e que pretende tornar-se num dos maiores hubs de empreendedorismo a nível europeu. A Startup Lisboa é a entidade responsável pela gestão deste hub, um dos maiores da Europa.

O Super Bock Group é uma das entidades que se juntaram a este projeto e apresentou esta terça-feira o Browers Beato, espaço de cerca de 700 metros quadrados que vai contar com uma microcervejeira, uma zona de restauração e uma área para eventos e workshops culturais e de promoção da experiência cervejeira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Comissário Europeu Carlos Moedas
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

“É preciso levantar a voz contra o discurso anti-empresas do PCP e do BE”

Afonso Eça e José Maria Rego, dois dos fundadores, criaram a Raize há cerca de cinco anos. ( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Raize: “Pode haver parcerias com empresas grandes nos próximos meses”

Herdade da Comporta deverá conhecer um novo proprietário em breve. FOTO: Carlos Santos/Global Imagens

Comporta. Proposta de Paula Amorim e milionário francês é a única vinculativa

Outros conteúdos GMG
Medina admite que Hub Criativo do Beato pode quadruplicar