Mercado da Ribeira: a cidade voltou mesmo ao mercado

A carregar player...

Ele não tem mãos a medir: fala com clientes, explica o conceito, oferece degustações. sorri e cumprimenta quem passa. De avental de metal, José Branco corta prepara o presunto para o cortar depois na máquina vermelha que transforma uma fatia comum em dez muito finas.

O ritual já foi repetido 50 vezes na última semana. Desde a abertura do Time Out Mercado da Ribeira, a Manteigaria Silva, o único negócio de petiscos com duas bancas no renovado mercado, já vendeu 5000 tábuas de presunto.

Saiba quais são as grandes novidades do Mercado da Ribeira

“Nunca pensámos que corresse tão bem”, explica José Branco Junior, filho do dono da Manteigaria, cuja primeira loja fica bem perto do Rossio, em Lisboa. Os empresários decidiram aceitar o desafio da revista Time Out – que no dia 18 inaugurou a “primeira revista que se pode ler, comer e beber” – e deslocaram parte da equipa para o Cais do Sodré. Na bagagem trouxeram os presuntos e o bacalhau, este último numa nova versão que tem sido um sucesso: desidratado em cama de broa.

Leia aqui a reportagem sobre o regresso aos mercados

Os pedidos são mais que muitos e não se pense que o movimento está direcionado para a Manteigaria. Todos os 35 restaurantes, bares e lojas não têm tempo para descansar entre turnos, tal é o movimento.

Na reportagem acima (vídeo), o Dinheiro Vivo foi tentar perceber como corre o negócio do mercado, uma semana depois da abertura.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa. Foto: Rodrigo Antunes/EPA

Costa agradece às forças armadas e defende o seu uso com analogia futebolística

O primeiro-ministro, António Costa. Foto: Rodrigo Antunes/EPA

Costa agradece às forças armadas e defende o seu uso com analogia futebolística

Francisco São Bento, presidente do SNMMP. Foto: Sara Matos/Global Imagens

Cinco momentos chave numa greve de sete dias

Outros conteúdos GMG
Mercado da Ribeira: a cidade voltou mesmo ao mercado