Web Summit

MoneyConf. Evento de fintech da Web Summit muda-se para Lisboa

REUTERS/Pedro Nunes
REUTERS/Pedro Nunes

Conferência dedicada à tecnologia financeira passa a estar integrado na Web Summit já a partir de 2019. Em 2018, contou com 5000 participantes.

A Web Summit vai contar com mais um evento já a partir da edição de 2019. A mega cimeira de tecnologia que decorre em Portugal vai passar a contar a partir deste ano com o evento MoneyConf, dedicado à tecnologia na área financeira. O anúncio foi feito esta sexta-feira por Paddy Cosgrave, o presidente executivo da Web Summit. A MoneyConf decorreu nos últimos anos como uma cimeira independente da Web Summit.

“Acreditamos fortemente que uma conferência com tanto potencial como a MoneyConf merece uma posição mais proeminente num palco mais global. Agora, decidimos que era o tempo certo para tomar uma atitude e proporcionar uma melhor experiência para todos os envolvidos. Chegou a hora de globalizar a MoneyConf”, anunciou o irlandês, citado pelo jornal Irish Independent.

Além de integrar a Web Summit, a MoneyConf vai juntar as cimeiras Collision e Rise, realizadas respetivamente em Toronto (Canadá) e Hong Kong.

Esta decisão está a ser interpretada como um forte revés para a Irlanda. Em 2018, Paddy Cosgrave tinha adiantado que a MoneyConf iria permanecer em Dublin “num futuro previsível”, o que deixava antever a continuidade do evento por vários anos. Além disso, a capital irlandesa está a tentar tornar-se numa alternativa a Frankfurt ou Paris para a instalação de fintech, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia.

Mas Paddy Cosgrave tem um histórico de críticas ao país que o viu nascer. O irlandês voltou a falar, em 2018, da falta de infraestruturas para organizar grandes eventos. “A Irlanda tem uma oportunidade para acolher eventos muito maiores. Para isso, precisa de um centro de convenções muito maior. Não é preciso assim tanto para construir um recinto que possa acomodar entre 40 000 e 50 000 pessoas na cidade.”

Mudança imediata

As mudanças da MoneyConf já são visíveis na página do evento. A equipa da Web Summit refere que o evento passa de Dublin para Lisboa e que passa a ter a duração de três dias, mais um do que na atualidade.

Os primeiros dois dias vão contar com várias palestras sobre a tecnologia na área financeira; o terceiro dia terá várias mesas redondas sobre esta matéria, detalha fonte oficial da organização em declarações ao Dinheiro Vivo.

Quem já se inscreveu para a edição de 2019 da MoneyConf, que estava prevista para os dias 10, 11 e 12 de junho deverá ser contactado pela organização para fazer a transição da Irlanda para Portugal.

Em 2018, o evento de fintech teve 5000 participantes, sobretudo de entidades financeiras e entidades ligadas à indústria de pagamentos, combate à fraude e criptomoedas.

Portugal vai receber a Web Summit até 2028, na sequência de um acordo anunciado em outubro de 2018.

(Notícia atualizada às 14h53 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
IMG_0868-min

Agricultura bate recordes no Alentejo. “Mais houvesse, mais se vendia”

Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Isaltino Morais “Nos próximos anos, Oeiras vai precisar de 12 500 engenheiros”

Aeroporto do Montijo 2

Portela+? Aquilo que separa os partidos, o Montijo não consegue unir

Outros conteúdos GMG
MoneyConf. Evento de fintech da Web Summit muda-se para Lisboa