financiamento

MUB Cargo: “Uber das mercadorias” recebe 300 mil euros de financiamento

Carlos Palhares, CEO da da MUB Cargo. Fotografia: Adelino Meireles / Global Imagens
Carlos Palhares, CEO da da MUB Cargo. Fotografia: Adelino Meireles / Global Imagens

Startup incubada em Braga vai apostar no processo de internacionalização depois desta ronda de investimento

A MUB Cargo, a plataforma portuguesa que oferece serviço de transporte de mercadorias para empresas ou privados, fechou uma ronda de investimento seed (semente) de 300 mil euros. A empresa liderada por Carlos Palhares, considerada a “Uber das mercadorias”, contou com o apoio do veículo de investimento português BrainCapital.

“Estamos muito satisfeitos com o facto de a BrainCapital liderar esta ronda seed e contamos com o seu apoio para esta nova fase da MUB Cargo, que exigirá uma grande concentração na execução para garantir o sucesso internacional da plataforma”, assinala Carlos Palhares em nota enviada às redações na terça-feira.

A BrainCapital justifica este investimento com a “qualidade da equipa dos promotores aliada à facilidade com que foi possível atingir um entendimento, a inegável proposta de valor da MUB Cargo quer para os transportadores quer para quem precisa de transportes e a complementaridade de competências com os sócios BrainCapital nomeadamente em tecnologias de informação e comunicação”.

Sedeada na Startup Braga, a MUB Cargo vai iniciar o processo de internacionalização e consolidar a marca no território português graças aos 300 mil euros obtidos na ronda seed. A plataforma nacional vai ainda apostar em marketing e no desenvolvimento da plataforma, acrescentou fonte oficial desta startup ao Dinheiro Vivo esta quarta-feira.

Com parcerias com mais de 300 transportadores a nível nacional, a MUB Cargo foi lançada em novembro de 2016. O processo é simples, está à distância de um clique e funciona quase como um leilão. De um lado, o cliente lança um pedido de transporte definindo um ponto de partida e um destino específicos e fotografa a mercadoria para esclarecer volumes e pesos – a app tem uma função que ajuda a estimar as dimensões dos objetos – e aguarda pelas ofertas. Do outro lado, estão as transportadoras que, em função dos trajetos pedidos e das cargas, podem oferecer um preço pelo serviço.

É uma espécie de “Uber das mercadorias” que se compromete “a levar e a trazer tudo o que não respira”, com o objetivo de tornar o mercado do setor mais competitivo, justo e cómodo para ambos os transportadores e o consumidor.

Os pedidos podem ser feitos através da própria página desta startup ou a partir das aplicações para Android e iOS (Apple).

A MUB Cargo é uma das finalistas do Prémio Inovação NOS 2016 na categoria de startups. Esta é uma iniciativa realizada em parceria com o Dinheiro Vivo e a TSF.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Usados-carros-dicas-26d88f95262fb04408cf1721d918f6efc0da028d

São feitos quase 600 créditos por dia para comprar carro

Rendas da energia pesam 80 euros na conta da luz em 2018

José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

CML admite comprar 11 prédios da Segurança Social

Outros conteúdos GMG
MUB Cargo: “Uber das mercadorias” recebe 300 mil euros de financiamento