fazedores

MyAuto: Arranje você mesmo

Fernando Cabrera e João Martins
Fernando Cabrera e João Martins

Fernando Cabrera e José Martins sempre gostaram de mexer em
motores e tinham o projeto de abrir um espaço onde outros como eles
se sentissem em casa. A perda de poder de compra dos portugueses nos
últimos anos levou-os a repensar o projeto. Além de um espaço para
apaixonados por motores, porque não incluir serviços low cost? Com
um investimento inicial de 100 mil euros, abriram no ano passado a My
Auto
, um espaço onde pode cuidar do carro, moto ou bicicleta
sozinho, com ajuda ou simplesmente entregando o veículo a técnicos
– profissionais que têm ali um espaço para trabalhar a sua carteira
de clientes.

Apesar de o mundo das quatro rodas sempre os ter fascinado, os
dois amigos de infância, ambos com 38 anos, seguiram caminhos bem
diferentes: Fernando Cabrera trabalhou como jornalista, antes de se
dedicar à recuperação de imóveis, e José Martins optou pelo
marketing e gestão de projetos. Por isso sabiam que um dos primeiros
passos antes de avançar com o negócio era perceber quem é que iria
procurar o espaço. “Primeiro temos o apaixonado, que gosta de ser
ele próprio a fazer, adora mecânica, quer saber sempre mais e
investiga”, explica José. “Depois, temos o cliente que quer
poupar e, por último, o profissional, mecânicos que perderam o
trabalho ou fecharam a oficina e agora têm à sua disposição este
espaço para criar ou manter uma carteira de clientes”, acrescenta
Fernando. A média de poupança é de 50%. E enquanto não começam
as ações de formação, no site há conselhos sobre os serviços e
o seu grau de dificuldade.

“Tivemos um cliente que veio fazer uma revisão, mas não quis
fazer self-service. O mecânico fez a intervenção, explicando-lhe
todos os passos e mais tarde o cliente voltou com o carro da mulher e
já fez tudo ele próprio”, conta José Martins.

Os sócios esperam ter retorno em três a quatro anos. “Os
primeiros seis meses são para criar mercado, porque é um novo
conceito em Portugal”, diz Fernando Cabrera.

Retrato

Na My Auto, na Av. Infante D. Henrique, em Lisboa, pode arranjar o
carro sozinho ou com a ajuda de técnicos. Fernando Cabrera e José Martins investiram 100 mil euros para criar o negócio e esperam o
retorno em três ou quatro anos. Um serviço de uma hora sem ajuda
custa entre 7,5 euros e 20 euros (se precisar de elevador). Conte com
mais 5 euros para apoio de um técnico.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

Quartel da Graça, em Lisboa. (Fotografia: D.R.)

Revive: Sete hoteleiros na corrida para transformar o Quartel da Graça

Thomas Cook era a agência turística mais antiga do mundo. ( EPA/ARMANDO BABANI)

Thomas Cook declarou falência. 600 mil turistas procuram solução

Outros conteúdos GMG
MyAuto: Arranje você mesmo