jornalismo

New York Times e Wall Street Journal associam-se a “start-up” do “iTunes do jornalismo”

O Blendle está avaliados em cerca de 13 milhões de euros.
juntaram-se esta quinta-feira, 12 de março, o New York Times, o Washington Post e o The Wall Street Journal, segundo o portal Business Insider."> O Blendle está avaliados em cerca de 13 milhões de euros.

Cada vez assiste-se à transição dos leitores do papel para o digital. A start-up holandesa Blendle decidiu criar uma alternativa para quem prefere ler artigos avulso em vez de todas as notícias da plataforma digital. Uma plataforma à qual juntaram-se esta quinta-feira, 12 de março, o New York Times, o Washington Post e o The Wall Street Journal, segundo o portal Business Insider.

As três publicações deverão estar disponíveis nas próximas semanas junto de 220 mil utilizadores registados na Holanda. O custo médio por artigo é de 20 cêntimos, mas o preço é definido por cada empresa. 70% das receitas revertem diretamente para os jornais, refere um artigo do The Wall Street Journal publicado em outubro de 2014.

“É uma grande honra ter três das mais importantes publicações do mundo a trabalhar connosco”, referiu Alexander Klöpping, um dos fundadores da plataforma, no comunicado que anuncia esta parceria.

A Blendle está a considerar atualmente a expansão para outros mercados europeus. “Para entrarmos noutros mercados, temos de ter acordos com várias empresas de comunicação social. Não ingressamos em mercados novos apenas com uma parceria com uma publicação”, adiantou o outro fundador da plataforma, Marten Blankesteijn, contactado pelo Dinheiro Vivo. O que inclui uma eventual entrada no mercado português.

A start-up holandesa foi fundada em 2013 por dois antigos jornalistas. Alexander Klöpping e Marten Blankesteijn lançaram o serviço em maio de 2014. O New York Times foi uma dos investidores da plataforma, ao gastar três milhões de euros por uma participação de 23%. O que confere um valor de mercado de cerca de 13 milhões de euros ao serviço conhecido como o iTunes do jornalismo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Frederico Varandas, presidente do Sporting.

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Sporting vende créditos de contrato com a NOS por 65 milhões

Frederico Varandas, presidente do Sporting.

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Sporting vende créditos de contrato com a NOS por 65 milhões

Cerimónia da assinatura da venda do Novo Banco à Lone Star, no Banco de Portugal. Luis Máximo dos Santos, Donald Quintin e Carlos Costa.

( Filipe Amorim / Global Imagens )

Máximo dos Santos: “Venda do Novo Banco evitou sério prejuízo”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
New York Times e Wall Street Journal associam-se a “start-up” do “iTunes do jornalismo”