fazedores

Nona.Care. Inteligência artificial ajuda a descobrir a babysitter perfeita

Kirill Tiufanov, fundador da Nona.Care. (Carlos Costa/Global Imagens)
Kirill Tiufanov, fundador da Nona.Care. (Carlos Costa/Global Imagens)

Startup alemã vai aproveitar vinda de estrangeiros para entrar no mercado português no próximo ano.

A Nona.Care quer facilitar a vida dos pais que procuram uma babysitter. Esta startup alemã usa a inteligência artificial para encontrar a ama perfeita de forma rápida e segura. Nascida no ano passado em Berlim, esta plataforma também já está em Espanha e vai entrar em Portugal no próximo ano.

“Há muitos expatriados a mudarem-se para cá que deixaram de ter a família para tomar conta dos filhos. Ficaram sem solução. Portugal, por isso, será o próximo mercado de lançamento. Esperamos que seja no primeiro trimestre do próximo ano”, anunciou Kirill Tiufanov, fundador da Nona.Care, em entrevista durante a Web Summit.

A startup não se define como uma mera montra de babysitters. Cada vez que os pais procuram alguém, a plataforma usa um algoritmo para apresentar automaticamente as três melhores propostas, com base na avaliação e nos critérios de pesquisa.

Há duas formas de aceder a este serviço. Sem subscrição, paga-se pelo menos 15,90 euros por hora. Com subscrição, há uma mensalidade de 19,9 euros mais o pagamento de 13,9 euros por hora (opção Nona Club); ou um pacote de 379 euros por mês, que inclui 30 horas de serviço. Pedidos de última hora ou mudanças de babysitter urgentes são as vantagens dos pacotes de serviços. Esta, para já, é a principal fonte de receitas.

O serviço começou por ser só para particulares mas a Nona.Care está a explorar o mercado empresarial. Estão mesmo a ser negociadas parcerias com a SoundCloud e a N26.

“As empresas pretendem dar este benefício aos seus funcionários porque perdem milhões de euros enquanto os trabalhadores têm de resolver as falhas das creches ou tomar conta das crianças quando estão doentes.”

Antes de tomarem conta das crianças, os pais ficam a conhecer as amas pessoalmente antes de concretizarem a escolha. “Normalmente, este processo pode demorar várias horas e dias. A nossa solução torna este processo mais rápido e fiável”, acredita o fazedor.

Na Nona.Care há babysitters disponíveis em Berlim, Madrid e Barcelona. Entre a inscrição e a entrada na plataforma, as candidatas têm de passar por algumas etapas: preencher um questionário online, apresentar o registo criminal e a identificação, mostrar três referências de trabalhos recentes e ainda realizar uma entrevista pela internet com um responsável da empresa.

Kirill começou este negócio depois de ter saído da primeira startup que criou. Já investiu cem mil euros. “Tenho dois filhos e há alguns anos usava as soluções dos nossos concorrentes. Inscrevi-me nestas plataformas e tinha de enviar uma mensagem para todas as babysitters. Recebia cinco ou seis respostas e não encontrava alguém para as horas que precisava.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Nona.Care. Inteligência artificial ajuda a descobrir a babysitter perfeita