Coronavírus

Nova app junta voluntários para ajudar pessoas em risco

DR
DR

Quero Ajudar e é uma app que permite ligar voluntários que queiram oferecer o seu tempo a pessoas que estão a precisar de apoio em tempos de pandemia

Criada por um grupo de empresários, marketeers e programadores que dizem não saber cantar, ou animar pessoas de outra forma, puseram-se “ao serviço” com um site que funciona como app – chamado Quero Ajudar – para ligar pessoas disponíveis para dar apoio a outras que estão em isolamento.

O objetivo passa por ajudar quem neste momento apresenta dificuldades nas mais diferentes necessidades, do apoio a tomar conta de crianças, até a momentos mais complicados de quem não consegue ir à farmácia ou ao supermercado ou mesmo cuidar dos seus animais de estimação. O apoio pode ir inclusive a apenas companhia através de uma chamada telefónica ou até, no caso de pessoas especializadas, em dar gratuitamente apoio psicológico.

Há ainda uma funcionalidade de apoio aos profissionais de saúde onde é possível doar uma refeição, apoiá-los nas suas mais diferentes necessidades (e também eles podem pedir ajuda na aplicação – para o próprio, ou para as instituições / hospitais onde estão inseridos. É ainda possível deixar uma palavra de apoio ou um abraço solidário para aos profissionais que todos os dias saem de casa para manter serviços básicos fundamentais ativos numa altura difícil.

A app foi criada em apenas três dias em menos de 48 horas de atividade registou mais de 950 voluntários, que são validados para garantir a segurança na resposta aos pedidos. Têm também sido registados inúmeros pedidos de ajuda e vários já foram resolvidos, é indicado em comunicado.

Os profissionais por trás do projeto são portugueses e brasileiros e fazem parte do Programa E-Commerce Experience, que permitiu criar esta app Quero Ajudar – uma iniciativa de uma associação sem fins lucrativos.

De forma simples e intuitiva, a app permite que quem precisa de ajuda descreva o seu pedido, que é transmitido à rede de voluntários, analisado e, posteriormente, é estabelecida a ligação entre a pessoa que precisa de ajuda e um voluntário da rede, garantindo ao longo de todo o processo a confidencialidade dos dados pessoais.

“O momento é desafiante e não somos de virar costas a um bom desafio, e a melhor forma de o fazer é através da ação”, diz em comunicado Vanessa Caldas, do Programa E-Commerce Experience. Já Ariel Alexandre, programador da app, espera ampliar o projeto além-fronteiras: “o objetivo da app é chegar aos países que, à semelhança do que está a acontecer em Portugal, estão a passar por esta pandemia”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Nova app junta voluntários para ajudar pessoas em risco