Nova SBE e fundação Gulbenkian lançam mestrado em Empreendedorismo de Impacto e Inovação

O objetivo é dotar 89 estudantes de 17 nacionalidades de ferramentas que lhes permitam encontrar soluções inovadoras para problemas sociais.

Destina-se a pessoas de qualquer área de formação e experiência profissional com espírito empreendedor e vontade de lançar um projeto com impacto social. Trata-se do mestrado em Empreendedorismo de Impacto e Inovação da Nova SBE, que se aliou à "Fundação Calouste Gulbenkian, precursora no domínio do empreendedorismo e inovação de impacto, com a missão de criar uma nova geração de líderes comprometidos com o impacto, capazes de abordar problemas sociais de uma forma inovadora e que aporte valor para os diferentes setores da sociedade", informa a instituição em comunicado.

O objetivo é dotar "os alunos de conhecimento técnico e científico que lhes permita identificar, criar e desenvolver soluções out of the box para problemas sociais complexos". Serão fornecidas "ferramentas de gestão adequadas à implementação e gestão de projetos inovadores através de um modelo de ensino experiencial e experimental, num processo integrado de análise e de decisão", avança a Nova SBE.

Pedro Oliveira, diretor académico deste mestrado, diz que "o mundo enfrenta vários futuros possíveis, mas qualquer um deles apresenta desafios económicos, sociais e ambientais que se revestem de grande incerteza. O objectivo do novo mestrado em Empreendedorismo de Impacto e Inovação é promover a capacidade de inovar e empreender, dotando os participantes das ferramentas, atitude e conhecimento necessários para serem catalisadores de mudança e prosperidade económica, ambiental e social sustentável. A nossa ambição é que os nossos alunos sejam autores, e não apenas espectadores, desse futuro".

O novo mestrado é lançado na próxima quinta-feira, num evento no campus da Nova SBE em Carcavelos, e contará com intervenções de Daniel Traça, dean Nova SBE, Isabel Mota, presidente conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian, Luís Jerónimo, diretor do programa Gulbenkian Desenvolvimento Sustentável e Pedro Oliveira, diretor académico do mestrado, que encerrará a sessão.

No final do evento os 89 estudantes de 17 nacionalidades terão "um momento de networking", após o qual seguirão para a sua primeira aula.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de