O segredo do negócio dos bloggers

Sílvia Silva ainda não sabia que os blogs se tornariam o negócio que são hoje quando, com Pedro Maia, criou o Quarto de mudança.

A ideia do blog para blogs era orientar os bloggers na construção do seu espaço virtual: com tutoriais, Sílvia e Pedro queriam ensinar os leitores a tirarem boas fotografias, escolherem as imagens e até diversificarem os temas sobre os quais escreviam. A par desses conselhos, os dois bloggers ofereciam pequenos serviços de desenho e programação que, rapidamente, se tornaram o garante da maioria do trabalho que surgiu depois. O blog dos blogs tinha-se tornado um negócio.

Entretanto, Sílvia e Pedro alargaram a equipa do Quarto de mudança e recebem muitos pedidos de clientes: uns com blogs - que querem melhorar - mas, muitos, sem blog e a quererem criar um sítio a sério, que se torne um negócio. É esta visão que leva a equipa do Quarto de mudança a questionar o negócio e a repensar o modelo: sentem que é preciso fazer crescer o que criaram há um ano.

Foi a pensar num blog-negócio que Davide Pinheiro criou a sua Mesa de Mistura. O jornalista queria um espaço - online - onde pudesse escrever sobre música sem o escrutínio de um editor. Criou um blog que, além de ser a sua cara, é o negócio mais importante da vida do jornalista - ainda não é o negócio que dá mais rendimentos mas para lá caminha (e é esse o objetivo, assegura Davide entre linhas).

Sancha Trindade garante que, desde o primeiro dia de blog, A Cidade na Ponta dos Dedos foi pensado para ser negócio. "Apesar do meu registo lírico, não foi nada ingénuo", assegura a cronista da cidade e do país. No blog de Sancha não há posts pagos mas há espaço para publicidade: é desses banners laterais que Sancha tira rendimentos e é ela que trata de todas as tarefas editoriais e comerciais do blog.

Ao contrário da jornalista Sónia Morais Santos, blogger do Cocó na Fralda, que tem uma equipa - a da Clix - dedicada a tratar de todos os assuntos comerciais relacionados com o blog. Até porque, sendo jornalista, não podia ser de outra maneira. Começou a escrever por insistência de uma amiga e colega de redação que vibrava ao ouvir as histórias dos dois filhos - Manuel e Martim. Aos dois juntou-se Madalena e muitas outras histórias que foram dando ao blog uma dimensão profissional, além da pessoal. Por isso, quando o blog foi convidado para integrar a lista de blogs da Clix, Sónia recebeu a notícia com surpresa. E assumiu o compromisso de, a troco de um rendimento mensal em publicidade - em forma de banner, na coluna lateral do blog - escrever sempre mais e melhor.

Mais ou menos igual é a história do Blog da Carlota, criado pela mãe Fernanda Velez, para satisfazer a curiosidade das pessoas que elogiavam os modelitos da filha pequena. Só que, a páginas tantas, o Blog da Carlota tornou-se um dos maiores da blogosfera em número de visitas (são mais de 12 mil por dia). Tanto que a marca Blog da Carlota já levou à criação do Mercadito da Carlota em Lisboa e, mais recentemente, no Porto, que conta com o apoio do BES, ajuda a divulgar marcas portuguesas e tem uma forte componente social, associando cada data a uma associação de solidariedade que trabalha com crianças.

No cabeçalho do Blog da Carlota uma fotografia tirada por outra blogger, Mariana Sabido, fotógrafa de famílias e de crianças. Há dois anos, quando começou o negócio, Mariana era a única. Agora, muitas fotógrafas lhe seguiram as pisadas mas o seu blog - por conta da filha Laura, das fotografias de famílias e dos retratos da vida em Lagos ou das viagens a Paris ou a Londres (ou a mistura de todos estes fatores e mais alguns) fazem com que o blog Mãe 360º seja visita assídua de centenas de fãs, além de uma montra privilegiada que serve de chamariz, não só a clientes particulares como a empresas.

A fotografia assume um papel de destaque também no blog Stylista, de Maria Guedes. A personal stylist associa-se a muitos fotógrafos para poder mostrar os seus looks no blog que criou por insistência das amigas que queriam saber todas as dicas de lojas, looks, boas compras e tendências de moda. E são muitas as marcas que se associam à stylist que, de momento, tem no blog a sua principal fonte de rendimentos mensais e de atenções. E nem a vida pessoal fica esquecida: como um blog pessoal que se preze, Maria partilha com as leitoras os detalhes das viagens e dos fins de semana com Manel, o filho de um ano.

Juntando fotografias a uma venda online, as alcofas de Inês Nogueira são uma das estrelas do blog Caderno Branco. À procura de um espaço onde condensar todas as experiências de fotografia e crafts - juntando programas em família, receitas e o desejo de, um dia, ter uma oficina de alcofas - a designer decidiu criar um blog onde pudesse escrever sobre o que lhe apetecia. O negócio das alcofas assume um papel principal no que respeita ao trabalho de Inês que até já chegou à Nova Zelândia.

E não foi o único a chegar além-fronteiras. A jugoslava Sanda Pagaimo - a viver em Lisboa - viu o seu blog Little Upside Down Cake ser nomeado pela qualidade fotográfica como um dos melhores pela revista Saveur. A verdade é que, não fosse pelo marido da engenheira e o blog provavelmente não existiria. Sanda começou a fazer bolos com produtos biológicos para vender em lojas da especialidade e encontrou no blog o registo desejado para promover as suas receitas e os seus cozinhados. E não deixou nada por mãos alheias: o blog, escrito em inglês e em português, tem uma linguagem fotográfica com o dedo dos melhores do mundo, com quem Sanda aprendeu a fotografar comida em workshops internacionais. Por isso, o reconhecimento internacional da revista Saveur há-de ajudar na notoriedade e nas visitas do blog, que já quase chegam ao meio milhar por dia.

Ainda que os bloggers portugueses que falaram ao Dinheiro Vivo não revelem os valores mensais que resultam do blog, certo é que a atualização dos seus espaços virtuais ocupa já um lugar de destaque na lista de prioridades. E garante um reconhecimento nacional e além-fronteiras.

Mami Pereira não havia de dizer que as suas crónicas especiais como Arqueolojista pudessem atravessar o Atlântico para contar as histórias das antigas lojas de Lisboa em terras de Vera Cruz. A verdade é que, quando começou o blog, a jornalista queria assumir um papel de arqueologia das lojas centenárias de Lisboa. O projeto - com fotografias e textos de Maria Miguel (Mami) Pereira - tem, depois de Curitiba, a ambição de crescer em dimensão e audiência: Mami sonha com o dia em que haverá um arqueolojista profissional em cada cidade do mundo. Ou quase.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de