realidade virtual

Facebook: Oculus Rift já disponível para encomenda

Oculus Rift já está à venda. Primeiras encomendas serão entregues no final de março. (Fotografia: Facebook Mark Zuckerberg)
Oculus Rift já está à venda. Primeiras encomendas serão entregues no final de março. (Fotografia: Facebook Mark Zuckerberg)

Primeiros Oculus Rift, desenvolvidos pela Oculus e pelo Facebook, vão ser entregues até final de março a clientes de 20 países diferentes.

O produto desenvolvido ao longo dos últimos anos pelo Facebook e pela Oculus está já em pré-venda, anunciou esta tarde Mark Zuckerberg, CEO da Facebook, na página da rede social.

“Depois de anos de desenvolvimento, a nossa experiência de realidade virtual, Oculus Rift, está disponível para pré-reserva“, anunciou Zuckerberg.

O co-fundador do Facebook afirma que, a partir do momento em que o utilizador ponha o aparelho Oculus sobre os olhos, “sentir-se-á imediatamente teletransportado para aventuras no mar profundo, como piloto ou como se fosse parte de uma banda em palco”.

“Mais de 100 jogos de realidade virtual e outras experiências serão lançados este ano”, adianta o responsável, acrescentando acreditar que, a longo prazo, “a realidade virtual tem potencial para mudar a maneira como vivemos, trabalhamos e comunicamos. Hoje damos um passo importante em direção ao futuro”.

O pack Oculus Rift está disponível para pré-venda por 556 euros (599 dólares) e será enviado, no final de março, para 20 países. Portugal não faz parte da lista inicial.

O Facebook comprou a Oculus em março de 2014 por 1,4 mil milhões de euros. Na altura, seguindo a Google, Mark Zuckerberg efetivava a vontade de o Facebook desenvolver produtos ligados à realidade virtual.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, conversa com Teresa Leal Coelho (ausente da foto), presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, durante a audição na Assembleia da República, Lisboa, 21 de março de 2019.  ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Ramalho: “DG Comp não tem particular simpatia pelos bancos portugueses”

António Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista Montepio Geral

( Gustavo Bom / Global Imagens )

ASF inicia processo de avaliação da idoneidade de Tomás Correia

Rodrigo Costa, CEO da REN Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Rodrigo Costa: “Já pagámos 127,5 milhões” de CESE

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Facebook: Oculus Rift já disponível para encomenda